Caderneta de poupança alcança melhor resultado dos últimos 13 anos

Segundo o Banco Central, a diferença entre depósitos e saques em caderneta de poupança foi superior a R$ 4,24 bilhões no primeiro trimestre de 2010, um recorde para aquele período somente superado pelo resultado do mesmo período em 1997, quando o valor foi de R$ 4,64 bilhões.

Isso significa que a caderneta de poupança está se tornando mais rentável? Longe disso. Quem está acompanhando os rendimentos diários sabe que em muitos dias a TR, taxa referencial utilizada no cálculo da rentabilização, não sai do zero, causando um rendimento de somente 0,5%. Então, “por que isso?”, você pode estar se perguntando.

Tal resultado é um reflexo da insegurança que há no ramo de investimentos quanto aos lucros em outros tipos de investimentos. Muitas ações não estão a crescer de forma previsível, rendimentos dos certificados de depósito bancário ainda se encontram prejudicados pelo baixo valor da taxa Selic e mesmo que apareçam boas oportunidades, o pequeno investidor ainda se sente inseguro devido ao período de instabilidade que tivemos nos últimos anos e prefere a segurança da caderneta de poupança ao risco de outras formas de investir.

Prova de que não é uma alta rentabilização que atrai os investidores às cadernetas de poupança é o fato de que os rendimentos do mês passado totalizaram somente R$ 1,424 bilhão, os mais baixos de maio do ano passado (R$ 1,371 bilhão).

“O que fazer então?”, você diz? Bem, se o valor que você possui investido não é muito alto (abaixo de R$ 30.000,00, por exemplo), mantenha em caderneta de poupança. Acima daquele valor, certificados de depósito bancário podem começar a ter um melhor desempenho para você, mas isso depende, claro, do percentual de CDI que o CDB pague (isso se você está procurando um CDB DI, a opção de CDB mais popular do momento).

E se você tiver um acima de R$ 60.000,00, pode ser uma excelente opção separar uma parte e aplicar em investimentos de renda variável, como fundos de investimento e ações, mas cuidado quanto às taxas cobradas pelo fundo de investimento, bem como quanto ao histórico das ações em que você está interessado.

Se você souber tirar bom proveito dos tipos de investimentos disponíveis, a caderneta de poupança poderá ser uma boa escolha para complementar as demais.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print