Archive for Forex Trading

O que é Forex Trading?

Forex Trading não é uma nova família de produtos de limpeza. Forex Trading ou FX é simplesmente a operação de câmbio, e se refere mais especificamente à troca de moeda. Isto é, troca de dólares em libras, ou euros para ienes e assim por diante. Tem uma coisa que lembra produtos de limpeza domésticos, entretanto – se você não for cuidadoso você pode ser varrido para fora em uma oscilação das trocas de moedas.

Os mercados de câmbio são os maiores e mais voláteis, e estão entre as formas mais arriscadas de investimento no mundo. Quantidades trocadas são grandes, ampliando pequenas alterações de preços, e o volume total diário está na faixa de dois trilhões de dólares. Sim, é isso mesmo “trilhões”… um número seguido de doze zeros!

Existem dezenas de mercados, com os maiores centros em Nova Iorque, Londres e Tóquio. Embora, “centralizado” seja um pouco enganador, pois não há troca física na comercialização de moedas – ao contrário das Bolsas de Valores de Nova Iorque ou Londres onde há arquivos representando as ações (ações de bolsas de valores).

Para jogar esse jogo sem ser imediatamente atropelado, o investidor terá de aprender algumas terminologias novas, fazer algumas pesquisas em novas áreas, encontrar um corretor que troca moedas e ações e ainda “tomar algumas pílulas de coragem”. Enormes somas são negociadas em Forex e somente comercialização de comodities oferecem facilidades similares bem como mesmos níveis de riscos.

O investidor preparado necessitará expandir o escopo de sua pesquisa. Descobrir o futuro provável de um negócio sem sair de casa é complicado, mas siga em frente. Identificar as condições de um ou dois setores e alguns indicadores econômicos pode ser conseguido sem a necessidade de um PhD em finanças. Aprender sobre os fatores que influenciam as moedas de dois ou mais países é uma ordem de grandeza mais difícil. E mais interessante!

Como funciona a compra de moeda estrangeira?


Comprar moeda estrangeira é um dos tipos de investimento mais intrigantes, por isso decidimos abordar hoje o tema no nosso artigo. Por isso, vamos mostrar a vocês como esse processo funciona e falaremos dos mitos que rodeiam esse mercado.  Como você pode ganhar dinheiro com a compra de moedas de outros países?

A maioria das pessoas, ainda que não entendam muito sobre o câmbio, sabem que o valor de cada moeda (dólar, euro) varia diariamente. Quando o plano real foi implantado, 1 dólar custava R$0,89 centavos. Hoje, para comprar o mesmo 1 dólar, você precisaria de R$ 3,50. É uma grande diferença de preço, percebeu? Mas, o que causou essa alta?

O motivo que leva a essa mudança é a inflação – quanto mais alta for, mais cara será a moeda; Esse processo é o que causa a desvalorização da moeda, tão comentado nos jornais, todos os dias. Mas, se houver deflação, o efeito é contrário – há a valorização da moeda.

Caso você faça a compra de dólares hoje e ocorra uma onda inflacionária nos Estados Unidos, seu dinheiro irá sofrer uma desvalorização cambial; na prática, isso quer dizer que você precisaria de uma quantidade menor de dinheiro hoje para comprar esse dólar do que quando você fez a aquisição (pagou mais caro por isso). Caso contrário, em uma deflação, o efeito é oposto, já que o dinheiro que você comprou seria mais caro se fosse adquirido hoje.

Viu como funciona o processo? Caso você tenha percebido como ocorre o câmbio de moeda estrangeira, é só aplicar uma regra básica e crucial para esse negócio: Comprar na desvalorização e vender na valorização da moeda.

E como isso funciona?

Os bancos e instituições financeiras licenciadas é que realizam o comércio de moeda estrangeira aqui no Brasil. Os bancos têm agências específicas para a compra e venda de moeda estrangeira. Que são conhecidas como agências de câmbio.

Para quem se interessou, é importante ir a uma dessas agências com RG, CPF e comprovante de residência em mãos. Mas, muitas vezes, nem todos esses documentos são solicitados pela agência de câmbio. Principalmente quando a quantia comprada/vendida for de, no máximo, três mil dólares. Apesar disso, é melhor levar os documentos, pois ninguém vai querer pegar fila de banco para depois ter de ir embora de mãos vazias (por não estar com o CPF, por exemplo. ).

E, de quanto eu preciso para negociar moeda estrangeira?

É necessário que você acompanhe a taxa de câmbio, que determina o valor de compra e venda da moeda estrangeira. O Banco Central é quem faz o cálculo dessa taxa, que sofre diversas alterações em um período de um mês. Porém, na agência de câmbio de sua escolha, duas taxas extras são também determinantes para calcular o valor da moeda estrangeira que você irá comprar/vender: São as taxas de compra e venda, que são aplicadas  no preço da moeda estrangeira solicitada.

Na hora da compra, você fará a assinatura de um ‘contrato de câmbio’, no qual será fixado o valor de compra da moeda estrangeira de sua escolha, porém a taxa cobrada será superior à taxa de câmbio vigente no período.  Mas, para quem vai vender, a taxa de venda é inferior a de câmbio, mas ainda assim, o contrato de câmbio será realizado.

O lucro do banco sobre esse tipo de operação, que é o spread, é determinado através da diferença entre a taxa de compra e venda da moeda estrangeira em questão.  O banco paga/recebe do cliente via cheque de viagem, em espécie ou então o valor é creditado/debitado diretamente de sua conta corrente.

Mitos envolvidos em torno desse tipo de negociação

  • É um procedimento ilegal. Como é uma afirmativa muito disseminada, resolvemos pesquisar a respeito. E descobrimos que a Lei 9613, capítulo V, artigo 9, que exige que a pessoa ou instituição que faz a troca de moeda estrangeira deve prestar explicações sobre a origem e uso desse dinheiro, isso com o objetivo de frear crimes, como a lavagem de dinheiro. Essa prática não é proibida, mas a pessoa interessada deve prestar esclarecimentos ao banco/agência de câmbio. É tão legal essa prática, que o governo ainda cobra imposto sobre ela;
  • É besteira, pois todo o lucro será levado pelo imposto de renda. A situação mais comum é que a pessoa faça a compra/venda no momento errado do que ter seu lucro comido pelo IR, até porque o valor do imposto não é aplicado sobre o valor inteiro;
  • Comprar diretamente com doleiros diminui o risco da operação. Trata-se de um engano, pois o que acontece é justamente o contrário. Fazer a compra de moeda estrangeira com doleiros é uma prática ilegal. Somente os bancos e as agências de câmbio estão autorizadas para realizar essa atividade;
  • “Para ganhar dinheiro, é só comprar dólar!”. É uma inverdade, pois, no ano passado, quem comprou muito dólar não lucrou, já que a moeda se desvalorizou a tal nível que não teve espaço para lucro. A pessoa que se interessa por esse tipo de negócio deve pesquisar e entender como está o câmbio e a situação dos países de onde se origina a moeda, para não errar e se frustrar depois.

E então, compreendeu como funciona a compra de moeda estrangeira?

Os pontos pivôs do Forex Trading

Um indicador técnico chamado “Ponto Pivô” está se tornando cada vez mais popular. A utilidade de um único indicador técnico está sempre em debate. Mas uma coisa é certa: os pontos de pivô são uma ideia valiosa e devem fazer parte do conjunto de ferramentas de cada Forex trader.

Uma possível razão dos pontos pivô tornarem-se tão amplamente utilizados é a sua absoluta simplicidade. Muitos indicadores, como o Parabolic SAR ou mesmo média móvel exponencial, requerem algum conhecimento de matemática razoavelmente complicado para calcular. Muitos traders são relutantes em utilizar um indicador de que eles entendem apenas parcialmente e a profundidade de compreensão só é possível quando você pode calcular o indicador pessoalmente.

Calcular o ponto pivô é a própria simplicidade. A fórmula é:

Ponto pivô = (L + H + C) / 3

onde C é o preço de fechamento de pares de moeda de um determinado dia, H é a alta no período de 24 horas anteriores e L a baixa. Em suma, o ponto pivô do Forex Trading é simplesmente a média aritmética (“média”) dos três preços.

Escolher o tempo de C é um pouco arbitrário, uma vez que o Forex comercializa 24 horas por dia. C é muitas vezes medido no Forex na hora que Nova York fecha o mercado, 4 horas da tarde do Horário Padrão Oriental. Esse número, usualmente representado por P, é usado em conjunto com vários outros – chamados resistência e pontos de apoio – a fim de formar a base de uma estratégia de negociação. Os pontos de resistência e de apoio também são simples de calcular. As fórmulas são as seguintes:

R1 = (P x 2) – L

S1 = (P x 2) – H

R2 = P + (R1 – S1)

S2 = P – (R1 – S1)

Claro que escolher um preço para os níveis de suporte e resistência é fundamental e traders pensam diferentes, embora muitas vezes haja um consenso. Algumas estratégias selecionam o próprio ponto pivô como um ponto de apoio ou resistência, dependendo da direção dos movimentos de preços mais recentes. Outros vão escolher o preço de fechamento do dia anterior.

Se o preço se move acima do ponto pivô, tendendo para cima, o mercado tem tendência de alta e vice-versa. Na primeira circunstância o ponto pivô seria um ponto de resistência, pois os preços de “resistência” se deslocam acima desse nível. No outro caso, é um ponto de apoio.

Além de tentar avaliar as tendências, os pontos pivô podem ser usados como parte de uma estratégia de entrada e saída. Um investidor pode optar por colocar uma ordem para comprar um par de moedas se as quebras de preços passam de um ponto de resistência.

Da mesma forma, qualquer estratégia de boa vontade envolverá decidir antecipadamente quando liquidar uma posição. Os pontos pivô podem ser usado para ajudar a escolher um preço de stop-loss caso ele se mova abaixo de um nível de suporte.

Nenhum indicador único pode ser usado de forma confiável como a entrada exclusiva para uma boa estratégia comercial. Os pontos pivô, no entanto, têm mostrado um bom desempenho como parte de uma abordagem global, envolvendo outros indicadores, como o MMCD (Média Móvel de Convergência / Desvio).

Devido ao enorme volume de transações, os preços da moeda não são muito influenciados pela ação de qualquer um profissional, como acontece às vezes com ações. Isso faz com que pontos de articulação sejam muito mais úteis em Forex trading do que na negociação de ações. Tenha em mente, contudo, que tais oscilações são possíveis como resultado das altas taxas de juro do Banco Central, os principais acontecimentos políticos e outros fatores fundamentais.

Muitos analistas afirmam que os pontos pivô alcançam seus status úteis como um resultado de duas tendências.

Se o preço do dia começa acima do ponto pivô, os preços tendem a ficar acima desse ponto até atingir o ponto de resistência em primeiro lugar. Lembre-se, ‘começar’ é um ponto arbitrário no tempo em Forex trading. Alternativamente, se o preço começa abaixo do ponto pivô, ele tende a ficar abaixo desse ponto até atingir um ponto de apoio.

Às vezes chamada de “negociação entre as linhas”, esta é uma abordagem popular. Os traders esperam a reversão da tendência de fora de um ponto de resistência, em seguida, vendem. Da mesma forma, quando a evolução dos preços supera um ponto de apoio, uma ordem de compra pode ser acionada.

Naturalmente, esta abordagem tem que ser vista com algum ceticismo, como a maioria das estratégias devem ser. Pontos de suporte e resistência são quebrados todo o tempo – é o que faz a troca emocionante. Então, é preciso saber o que fazer com os números específicos de resistência e pontos de apoio.

É sempre difícil julgar quando um movimento de preços é uma correção temporária contra o início de uma tendência. Até o momento em que uma tendência está claramente estabelecida, é muitas vezes demasiado tarde para o lucro. Como acontece com qualquer forma de comércio, não há substituto para a experiência como um auxílio para a formação de uma decisão boa e independente.

Psicologia da negociação ou sucesso de um Forex Trader

Os atletas profissionais são muitas vezes contados por seus treinadores que suas atitudes no campo podem afetar se ganham ou perdem. Isso é ainda mais verdadeiro em Forex. Parece o discurso padrão motivacional, mas ter a estrutura certa em mente pode definitivamente influenciar os resultados da negociação.

Há muitos aspectos da negociação do Forex que estão fora do controle do investidor.

O número de participantes no mercado de Forex está na casa dos milhões – de traders grandes como os maiores bancos do mundo, governos a simples indivíduos como você. Diferentemente das ações, até mesmo os grandes traders têm um efeito pequeno sobre as taxas de câmbio.

Mesmo quando as taxas de juro e outras ações influenciam a inflação, os maiores governos não podem ter impacto imediato nas bolsas. Os mercados de Forex são simplesmente demasiadamente grandes – US $ 2 trilhões por dia – para qualquer participante conseguir dominar a ação.

Estratégias de negociação, que são essenciais, podem aumentar as chances de realização de lucros e ajudar a minimizar ou evitar perdas. Eles dão ao profissional experiente uma pequena vantagem que pode fazer a diferença entre ganhar e perder em uma determinada operação, ou ao longo do tempo.

Mas antes de olhar para as influências do mercado, e mesmo antes de desenvolver um conjunto de estratégias técnicas que ajudam a orientar as escolhas de negociação, o investidor novato em Forex deve honesta e objetivamente analisar suas próprias atitudes.

O mercado Forex pode ser muito rápido, complexo e requerer uma estratégia bem pensada. Esse plano de jogo deve ser executado com nervos e habilidade. Simular negociações com sucesso em contas de demonstração durante várias semanas é essencial, mas pode levar à confiança injustificada. Os traders que investem dinheiro do Banco Imobiliário, muitas vezes arriscam, levando à realização de negócios bem-sucedido, que não sonhariam em ter com dinheiro real.

Negociar Forex pode ser simultaneamente um jogo intelectual estimulante e uma aventura emocionante. A emoção da vitória! O desespero da (temporária) derrota! O domínio dos meandros da Fibonacci, Parabolic SAR, osciladores estocásticos e Estrelas Doji. Tudo isso, e muito mais, faz parte dos investimentos em moeda estrangeira.

Como resultado, você precisará ser muito franco com você mesmo e decidir como (e se) você está preparado para lidar com a pressão e o medo. Mesmo os operadores profissionais não têm qualquer sistema de garantia de lucros certos ou de evitar perdas.

A pressão de decidir quando comprar e quando vender é muitas vezes maior do que na negociação de ações. O medo da perda é maior, em parte por causa da amplificação fornecida pela adoção de alavancagem.

Mesmo ganhando pode ser problemático. Com prática e persistência, desde que não saia tão cedo ou fique sem dinheiro muito rapidamente, você terá os períodos em que tudo parece fácil, rindo. Isso pode levar a euforia, o que é ótimo. Mas também pode levar à arrogância, que é fatal. Nada vai acabar com um operador mais rápido do que arrogância. A confiança é essencial, a vaidade é suicida.

O outro lado da moeda a ser evitado é muita adivinhação. Negociação bem sucedida requer movimentos ousados com base no bom senso e confiança. Toda decisão é um pequeno salto de fé, uma vez que ninguém pode saber com antecedência ao certo qual será o resultado. Probabilidade de um grau ou outro é o melhor que pode ser alcançado.

Tudo isso será acompanhado do medo da perda de capital, que muitas vezes leva ao pânico de venda em face do que teria sido um movimento temporário dos preços. Trata-se de pânico tal de que as depressões são feitas, tanto econômicas quanto psicológicas.

Forex é um passeio de montanha-russa. Mas se você tiver um bom “ouvido interior” e um estômago forte, reforçado pelo cérebro de um estatístico e os nervos de um jogador de bilhar profissional, você estará apto a terminar o passeio com os bolsos cheios.

Forex Trading – tipos de análises

Ser cada vez melhor em forex trading exige constante aprendizado sobre o mercado. E não estamos falando de aprender somente por meio de livros e artigos, mas também de aprender com nossos próprios erros e acertos, decorrentes de nossas decisões e experiências de terceiros.

Neste artigo, comentaremos sobre alguns pontos-chave importantes para alguns tipos de análises que podem ser desenvolvidas quando o assunto é trading.

Análise fundamental deve focar todos os dados, tanto políticos quanto econômicos

Um erro cometido por muitos que fazem análise de informações em forex trading é basear-se somente em um pequeno grupo de informações, em vez de analisar todos os dados político-econômicos disponíveis.

Forex trading é um investimento em renda variável bastante arriscado. Investir em forex sem estudar todos os fatores envolvidos pode levar a grandes perdas financeiras.

Análise técnica para estudar os movimentos dos preços e buscar “prever” as tendências futuras

Um outro tipo de análise que é bastante empregada e que consegue bons resultados é a análise técnica, onde as variações das moedas em um determinado período são estudadas a fim de identificar possíveis tendências e, assim, melhor escolher suas decisões.

Esse tipo de análise desconsidera as reais informações sociais, políticas e econômicas que geraram tais variações, considerando que as variações nos gráficos são suficientes para “prever” os preços.

O que escolher?

Há inúmeros outros tipos de análises para forex trading, mas estes dois são realmente os mais populares. E qual dos dois empregar, você está se perguntando? A melhor resposta é, na verdade, todos!

Ao empregar análise fundamental e análise técnica separadamente e depois comparar os resultados delas, você consegue uma forma de “confirmar o seu palpite”, reduzindo assim o risco envolvido com tal operação.

O tipo de análise que você emprega em suas estratégias de trading é essencial para determinar o seu sucesso. Ter um bom conhecimento de cada um dos tipos de análise o ajudará a desenvolver um plano de trading mais forte.

Dicas para o mercado Forex

O mercado forex, isto é, aquele em que se negocia a compra e venda de valores em moedas nacional e estrangeira, apresenta a possibilidade de grandes ganhos rápidos – mas também pode levá-lo a perder muito dinheiro. Há uma relação quase direta quanto a isso: nas variações de valores das moedas, ganham aqueles que “apostaram” na direção certa e perdem aqueles que “apostaram” na direção contrária. Falo em “apostar” porque, mesmo não se tratando de um sistema de apostas, é impossível estar 100% certo quanto a como uma dada moeda irá variar nos próximos dias ou mesmo nas próximas horas.

Então se você deseja entrar no mercado forex, seu sonho pode se tornar realidade. Em muitos países o mercado forex já é hoje regulamentado – no Brasil, entretanto, a CVM ainda não reconhece nenhuma das corretoras, então fica por conta do investidor escolher se confia em uma dada corretora para realizar suas transações ou não. Mas no fim das contas, o que importa realmente é que você precisa estar atento a como está empregando seu dinheiro a fim de ver um crescimento saudável do mesmo.

Antes de mais nada, faça uma pesquisa quanto às melhores corretoras. Cada uma delas pode apresentar diferenciais bem interessantes, como treinamento em forex market, aplicações para análise de gráficos e formas de alavancagem que, se bem empregadas corretamente, podem ajudá-lo a ganhar muito mais em pouco tempo. Entretanto, vale lembrar mais uma vez que o mercado forex trata-se de uma forma de investimento em renda variável que apresenta altos riscos, principalmente quando empregando alavancagem de forma muito agressiva!

E antes de começar a investir, você precisa ter um bom treinamento para estar pronto para todos os desafios que você irá encarar. Lidar com um mercado tão inconstante e volátil não é uma tarefa nada fácil – e é justamente isso que assusta tantos investidores, enquanto excita outros. Estar bem preparado o ajudará a saber como melhor reagir quando as coisas não estiverem de acordo com o que você planejava inicialmente.

E saiba quando entrar e quando sair. Isso é essencial! Toda transação em forex começa pela aquisição de determinado valor em uma moeda – e você provavelmente espera que essa moeda valorize-se, tal que possa ganhar algum dinheiro quando vendê-la posteriormente. Sendo assim, se não a adquirir no momento certo, poderá ficar no mínimo com seu dinheiro “preso” naquela moeda enquanto espera que ela se recupere ou, na pior hipótese, acabará amargando prejuízo para livrar-se dela.

E, claro, você precisa aprender a identificar as tendências atuais. Isso é fácil? Não, não é. Toma tempo? Sim, com toda certeza. Mas se você não for capaz de identificar tendências a partir de gráficos e análise de informações econômicas globais, você estará somente arriscando-se, “apostando” seu dinheiro.

Se você está disposto a aprender algo novo e possui boa tolerância a riscos, o mercado forex pode representar-lhe uma boa oportunidade. Caso contrário, não se preocupe, há sempre outras alternativas, cada qual compatível com um determinado perfil de investidor.