Archive for Oportunidades

Como um estudante pode ganhar dinheiro de graça?

Eis a frase que acabo ler em meu Twitter: Como um estudante pode ganhar dinheiro de graça? Trata-se da pergunta de um estudante publicada na Internet (em inglês) e que chegou até mim graças a um tweet de jcalberto. A página onde está a pergunta em questão é esta aqui (link removido, a página não está mais disponível).

UPDATE: Este texto foi escrito originalmente em outubro de 2009 e ainda se encontra bastante útil e válido. Mesmo assim, estou revisando, expandindo e republicando o mesmo a fim de torná-lo melhor.

Imagem sobre como estudante pode ganhar dinheiro

Nós já comentamos sobre tantas formas de ganhar dinheiro na Internet que acredito que já respondemos ao menos parcialmente esta pergunta, mas achei a pergunta interessante e merecedora de uma resposta única, por se tratar de um caso em especial (um estudante que quer ganhar dinheiro) sob condições especiais (sem gastar dinheiro).

Em toda forma de ganhar dinheiro, é perceptível a importância de dois elementos: tempo (para desempenhar cada uma das tarefas) e dinheiro (para adquirir serviços e produtos necessários para o empreendimento ou delegar tarefas). Quanto menos você dispor de um deles, mais você precisará dispor do outro e como a nossa proposta é não gastar dinheiro, significa que nós precisaremos dispor de muito tempo (por sorte, trata-se de um empreendimento de um estudante 🙂 ) e uma boa estratégia para que tudo funcione.

Tempo, dinheiro e estratégia adequada. Esses três elementos podem significar o sucesso (quando bem empregados) ou o fracasso de qualquer empreendimento. Agora, nós precisamos saber quais os melhores tipos de empreendimentos que um estudante (principalmente aqueles que se encontram no ensino médio ou iniciando cursos universitários, situação da maioria dos jovens estudantes quando começam a buscar oportunidades de ganhar dinheiro) pode iniciar visando um bom retorno.

Bem, vamos agora apontar cada estratégia bem como as implicações de cada uma…

1. Escrever e vender artigos

Esta é uma estratégia bem simples e que remunera diretamente pelo tempo empregado, isto é, você recebe por cada artigo. A principal vantagem é que o retorno financeiro é rápido, já que você será pago de acordo com o volume de artigos produzidos. A maior desvantagem é o fato de que cada artigo será remunerado somente uma vez (exceto se você não o vender com exclusividade, algo complicado de acontecer, já que ninguém quer ter um artigo que é igual ao de muitas outras pessoas).

Outro problema pode ser estabelecer-se no mercado, criar a sua marca, principalmente se você não quer gastar nada, o que o forçará a usar algum serviço de hospedagem gratuito ou um hosted blog para criar um espaço próprio onde possa divulgar os seus trabalhos.

Se você está começando nessa área agora, aconselho que crie o seu espaço para divulgação (pode ser um blog ou um site), leia e aprenda muito sobre SEO (otimização para motores de busca, em uma tradução livre), escreva e publique lá alguns artigos sobre os diversos assuntos em que você deseja aceitar trabalho e busque fortalecer seus contatos (networking) com bloggers, webmasters e outras pessoas que possam necessitar de seus serviços.

UPDATE: Alguns websites em que você pode oferecer seus serviços são:

É possível escrever artigos e submetê-los em sites especializados em venda de artigos, o que o ajudaria na tarefa de conseguir compradores em potencial.

Outra medida interessante é escrever um guest post (isto é, um post como convidado, em uma tradução livre) para blogs com grande visibilidade, como forma de atrair possíveis clientes e divulgar suas atividades.

Em alguns casos, é permitida a publicação da identificação do autor original (como é o caso dos guest posts) e em outros não (assemelhando-se ao trabalho dos ghost writers).

Plano de ação:

  1. Abra contas em sistemas de pagamento online (PagSeguro e PayPal) e associe seus dados bancários a elas;
  2. Crie seu próprio blog ou website para oferecer seus serviços como escritor;
  3. Crie contas e procure oportunidades de trabalho em websites onde possa vender seus serviços como escritor (TextBroker, Fiverr, iWriter, iNeedArticles, UpWork, Freelancer etc.);
  4. Aprenda sobre SEO e especialize-se na produção de conteúdo para alguns nichos;
  5. Tente construir um bom relacionamento com blogs e websites naqueles nichos;
  6. Busque oportunidades para divulgar seu nome e seus serviços.

2. Escrever e publicar artigos em sites que oferecem comissões

Outra ideia que você pode utilizar e que muito se assemelha à anterior é escrever e publicar artigos em sites onde você pode ganhar comissões a partir dos anúncios ou produtos vendidos pelos sites. Dois são os sites mais citados com essa função Há um website bastante conhecido que pode ser usado com essa finalidade, caso domine inglês: HubPages. No passado, outro website bastante popular e com essa finalidade era o Squidoo, mas infelizmente o mesmo foi vendido e incorporado pela HubPages e todos os artigos em língua não-inglesa foram apagados – inclusive os meus. 🙁

No HubPages, você pode criar páginas (chamadas hubs ou hubpages) focadas em algum assunto (como ganhar dinheiro na Internet, por exemplo) e então explorar ao máximo aquele assunto naquela página. Você pode criar quantas páginas quiser e sua rentabilização será por meio de anúncios Google Adsense (você precisa ter uma conta Google Adsense vinculada à sua conta de usuário), Text Link Ads, vendas de produtos eBay e outros. A maior vantagem é quanto ao potencial de rentabilização, que segundo comentários de vários outros bloggers, é melhor do que no Squidoo. Por outro lado, o HubPages aceita somente páginas em língua inglesa e elas somente podem ser publicadas após sua finalização, podendo serem removidas do ar caso alguma regra seja violada.

O Squidoo segue o mesmo processo (lá, as páginas são chamadas lens ou squidoo lens), onde você determina sobre qual assunto quer falar e então cria uma página explorando ao máximo o assunto. Também pode criar quantas páginas quiser e a rentabilização acontece por vários tipos de anúncios e vendas de produtos. A principal diferença é que, apesar de ter um potencial de rentabilização menor, você pode criar sua lens em qualquer idioma (inclusive em língua portuguesa – eu tenho algumas em inglês e em português lá 🙂 ) e há mais tolerância nas regras. UPDATE: Como disse, o Squidoo deixou de existir, então esqueça-o. Mas você pode ler aqui sobre meu experimento frustrado em ganhar dinheiro no Squidoo.

O cadastro é gratuito e, claro, quanto mais páginas relevantes você tiver, maior a possibilidade de remuneração. Entretanto, devo avisar que não é tão fácil conseguir tráfego.

Infelizmente, se você consegue de R$ 5,00 a R$ 50,00 por um artigo quando o vende (o valor varia de acordo com o tipo de assunto – niccho – e a sua experiência), não espere conseguir ganhar o mesmo em um único artigo nos primeiros três meses ou mais – lembre-se que agora você não o está vendendo, o artigo continua sendo seu, e você está ganhando somente em cima dos anúncios.

Caso opte por essa estratégia, invista seu tempo a criar muito conteúdo (quantidade e qualidade das páginas), bem como em divulgar as mesmas (conseguir backlinks). Por experiência própria, considero a estratégia anterior e a próxima melhor do que esta, mas caso domine a língua inglesa e deseje experimentar, segue um passo-a-passo…

Plano de ação:

  1. Crie sua conta de usuário em HubPages;
  2. Aprenda sobre SEO e especialize-se na produção de conteúdo para alguns nichos;
  3. Escreva conteúdo de ótima qualidade e com apelo comercial;
  4. Busque oportunidades para divulgar suas hubs em outros lugares;
  5. Abra contas no PayPal quando tiver saldo suficiente para resgatar.

3. Criar o seu próprio website/blog

Ao criar um website ou blog próprio você está criando um espaço seu na Internet que, dependendo de como você administre, pode ser desastroso ou rentável (principalmente no médio e longo prazo).

Com blogs e sites, há várias formas de ganhar dinheiro. Você pode ganhar dinheiro escrevendo e publicando reviews pagos (artigos onde você fala sobre determinado assunto, produto ou empresa a fim de apresentar seus produtos e serviços), por meio de anúncios e publicidades (direta ou indiretamente), apresentando seus serviços etc.

A principal vantagem de criar um blog ou website em relação às anteriores é que você cria um espaço realmente seu – seu conteúdo não é mais de outrém ou exibido em um website de terceiros, mas em um lugar que é realmente seu!

A maior desvantagem, claro, é que você será responsável por tudo: escolha de domínio, hospedagem, configuração do sistema, upload de conteúdo, divulgação (muita divulgação!) etc. E por ser algo novo, leva mais tempo para começar a faturar dinheiro (o que significa que no início pode demorar mais para começar a ter ganhos significativos), mas você poderá conseguir, principalmente no longo prazo, melhores resultados!

Se você está interessado nessa abordagem, aconselho fortemente a leitura do nosso curso Como ganhar dinheiro na Internet, pois ele lhe dará uma base de conhecimentos muito boa para que saiba como progredir. Não vou incluir um plao de ação aqui, pois as formas de ganho são muito variadas, então é melhor ler o material do curso para saber mais sobre.

4. Já pensou em programas de afiliados?

Affiliate Marketing, marketing de afiliados ou simplesmente programa de afiliados é uma excelente oportunidade para ganhar dinheiro. Se você fizer alguma pesquisa em sites, blogs, fóruns e comunidades, perceberá que há muita gente a ganhar dinheiro (ou ao menos a tentar) com programas de afiliados.

Há diversos tipos de programas de afiliados e cada um apresenta estratégias específicas para que possa ganhar dinheiro. No caso de programas de afiliados de lojas virtuais como o eBay, Amazon, Afiliados.com.br (engloba Submarino, Americanas e outros) etc. há aqueles que criam sites ou plugins para sites que praticamente criam mini-lojas virtuais específicas em determinados tipos de produtos.

Já no caso de programas de afiliados como o Google Adsense, AdBrite (faleceu!), UOL Afiliados, Boo-Box e HotWords, geralmente o conteúdo publicado guia o tipo de propaganda que aparecerá ali, o que pode levar a uma maior preocupação quanto à formatação do conteúdo. Qual deles paga melhor? O ideal é você experimentar cada um – usei por muito tempo Google Adsense e HotWords em meus blogs e Adsense sempre pagou muito melhor.

Um último tipo é aquele promovido por marketplaces como ClickBank e Hotmart, nos quais você tem acesso a listas de produtos com vendas comissionadas e você pode, então, dirigir tráfego às páginas daqueles produtos e receber uma comissão (geralmente variando de 20% a 50% do valor do produto) quando a venda é realizada. Como as comissões aqui são mais altas do que nos casos anteriores, influenciadores (isto é, pessoas bastante reconhecidas em seu nicho) geralmente optam por esta forma ou mesmo pela criação e venda de seus próprios produtos ou serviços.

Enfim, cada programa de afiliados é bastante específico, o que exige, portanto, alguma preparação e tempo para que melhor construa uma estratégia com os recursos de que dispõe, adaptada ao tipo de programa selecionado.

Plano de ação:

  1. Escolha um nicho de seu interesse e com apelo comercial (você pode conferir nos vários programas de afiliados quais nichos e produtos são mais interessantes);
  2. Adquira um bom nome de domínio e hospedagem e construa seu próprio website naquele nicho;
  3. Inscreva-se em programas de afiliados que tenham produtos ou anúncios relevantes para o seu nicho (talvez uma boa combinação seja Google Adsense, Hotmart e Afiliados.com.br);
  4. Planeje, elabore e publique conteúdos relacionados a produtos daquele nicho – foco principalmente no título, para atrair a atenção do leitor;
  5. No caso de divulgação de produtos de lojas virtuais e programas como ClickBank e Hotmart, pesquise nos mesmos por bons produtos que se encaixem em seu nicho. Sempre que possível, experimente realmente o(s) produto(s) que deseja divulgar – eu, por exemplo, uso e recomendo o web app Stencil.

Bem, estas são estratégias que você pode adotar para ganhar dinheiro pela Internet, mas recebi alguns comentários perguntando como o estudante pode ganhar dinheiro na própria escola/universidade, sem precisar empreender online. Seguem abaixo, então, algumas maneiras disponíveis…

5. Atente-se a programas de bolsas

A depender da situação financeira de sua família, nível de conhecimentos que você possui e/ou interesse em participar de projetos de pesquisa/extensão, há diversos editais promovidos por universidades, institutos federais e órgãos de fomento à pesquisa em que você pode participar. De minha experiência como professor-pesquisador e ex-coordenador de curso, alguns dos tipos de editais que podem atraí-lo são:

  • Auxílio financeiro (moradia, transporte etc.) – leva em consideração sua renda familiar, oferecido somente a estudantes de baixa renda e não exige contrapartida além da frequência e aprovação nas disciplinas;
  • Monitoria / Partilhando saberes – leva em consideração seu conhecimento em certas disciplinas de seu curso, já que você estará monitorando uma turma ou acompanhando os estudos de um colega específico;
  • Projetos de pesquisa/extensão – leva em consideração seu interesse e desempenho escolar e em entrevistas junto ao professor coordenador da pesquisa, tendo duração de 10 a 12 meses e valor de bolsa varia de acordo com o tipo de edital e instituição pagadora;
  • Estágios – leva em consideração seu desempenho em entrevistas e seguem as novas regras de estágio (algumas instituições inclusive fixam uma duração máxima dos estágios).

Plano de ação:

  1. Informe-se junto à Coordenação de Assistência Estudantil de sua instituição sobre possíveis editais;
  2. Converse com professores de sua instituição que geralmente lançam projetos de pesquisa ou extensão;
  3. Acompanhe publicações em mural de sua instituição referentes a possíveis editais de monitoria ou de outros programas;
  4. Lembre-se que você precisa manter sempre um bom desempenho escolar e nas atividades em que participa.

6. Ofereça serviços de tutoria ou reforço escolar

Muitos alunos que estão tendo um desempenho fraco podem conseguir resultados muito melhores se conseguem suporte extra-classe. Infelizmente, nem sempre o professor (por limitações de tempo) pode oferecer esse suporte individualizado a todos, configurando-se aí uma excelente oportunidade para aqueles que são bons alunos e conseguem compartilhar seu conhecimento com outros.

Em universidades, por exemplo, é bem comum encontrar cartazes nos murais oferecendo reforço escolar em disciplinas de Cálculo, Física, Inglês, Francês, Programação etc. O mesmo pode servir para alunos de cursos técnicos ou de ensino fundamental/médio – o que você precisa é demonstrar competência no ensino do conteúdo, ter um ambiente adequado para a tutoria, um preço acessível e caprichar na divulgação!

Plano de ação:

  1. Defina em quais disciplinas você possui domínio suficiente para auxiliar outras pessoas;
  2. Elabore e fixe cartazes (podem ser impressões simples em folha A4 e preto-e-branco mesmo) para divulgar seus serviços;
  3. Se trabalhando com alunos de ensino fundamental ou médio, entregue panfletos aos mesmos ou tente conversar com os pais dos mesmos na saída da escola;
  4. Tenha um ambiente para estudos com os seus alunos bem organizado e agradável.

7. Revise trabalhos escolares

A dificuldade de um é a oportunidade de outro, não é mesmo? Pois bem, muitos alunos possuem dificuldades em realizar uma boa revisão de seu trabalho escolar. Alguns problemas comuns são: erros ortográficos, de pontuação ou gramaticais; problemas de coesão ou coerência; abordagem de conteúdo superficial demais; dificuldades em digitação do trabalho; redação do texto fora do padrão da ABNT.

Viu aí uma oportunidade? E das grandes, pois esse tipo de serviço é interessante para um vasto público, desde alunos de ensino fundamental a estudantes de pós-graduação! Entretanto, vale lembrar que você pode ajudar na correção de diversos problemas do documento e até mesmo orientar quanto a melhorias no mesmo, mas não é ético fazer o trabalho por outra pessoa!

Plano de ação:

  1. Pegue alguns de seus melhores trabalhos já feitos (não para terceiros, seus próprios trabalhos escolares!), revise-os e publique-os em PDF em um blog ou website seu (servirá para mostrar a qualidade de seu trabalho);
  2. Mais uma vez, elabore e fixe cartazes (podem ser impressões simples em folha A4 e preto-e-branco mesmo) para divulgar seus serviços;
  3. Se trabalhando com alunos de ensino fundamental ou médio, entregue panfletos aos mesmos ou tente conversar com os pais dos mesmos na saída da escola;
  4. Tenha um ambiente para estudos com os seus alunos bem organizado e agradável.

8. E por que não uma combinação de estratégias?

Em minha opinião, você não deveria ficar preso a uma única estratégia de ganhar dinheiro, até porque a combinação de várias estratégias pode trazer-lhe vantagens. Você pode usar seus artigos publicados no HubPages para conseguir mais backlinks para o seu blog/website, bem como usar este para divulgar seu trabalho como escritor freelancer, sem esquecer de empregar da melhor forma possível os vários programas de afiliados e ainda assim buscar oportunidades de estágio, bolsas de pesquisa etc. Lembre-se que muitas dessas oportunidades podem apresentar grande variação de demanda ao longo do tempo, então estar “antenado” com mais de uma estratégia ajuda a ter sempre “um servicinho aqui e ali”.

Faça uma “estratégia combinada”, definindo como cada coisa vai ajudá-lo a ganhar dinheiro ou trazer tráfego/clientes para as demais. Se desenvolvida de forma adequada, a combinação de estratégias pode maximizar seu potencial de ganhos sem que lhe traga muito mais trabalho.

Em contrapartida, uma estratégia combinada pode levá-lo a desperdiçar esforços com coisas que não são rentáveis ou úteis para o objetivo como um todo, roubando-lhe tempo precioso que poderia empregar nas demais coisas. Como sempre, não há “a melhor solução”. Você deve pesar todos os prós e contras e escolher a melhor solução para você ganhar dinheiro.

E então, já decidiu como você vai ganhar dinheiro? Possui outras sugestões? Comente conosco!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Oportunidade #1: Trabalhando como freelancer


A primeira oportunidade para ganhar dinheiro que vou apresentar aqui é trabalhar como freelancer. Freelancer é qualquer profissional que presta serviços diretamente a terceiros (sejam estes pessoas físicas ou jurídicas), sendo remunerado, assim, por seu serviço prestado e não pelo total de horas trabalhadas.

Vantagens
1. Maior liberdade e controle sobre seu horário de trabalho;
2. Possibilidade de conciliar com um emprego.
Desafios
1. Não há leis trabalhistas protegendo o freelancer;
2. Os rendimentos mensais podem variar bastante;
3. Se você trabalha em casa, pode ser difícil conciliar seu espaço de trabalho e o espaço familiar.
O que fazer
1. Identifique aquilo em que é bom (e há um público interessado em pagar);
2. Crie um site/blog para divulgar seus serviços;
3. Invista em seu marketing pessoal;
4. Inscreva-se em sites com ofertas de trabalho para freelancers.

Assim, quanto maior for a qualidade de seu trabalho, maiores as chances de ganhar um bom dinheiro. Claro, o contrário também é válido: como você não será um empregado e não será pago pelo tempo total trabalhado, se não tiver boa qualidade em seus serviços, pode acabar não ganhando muito – mas, claro, há espaço para aqueles que querem aprender e, assim, aprimorar-se.

Como qualquer outra forma de trabalho, atuar como freelancer possui suas vantagens e desvantagens.

Vantagens do freelance

Trabalhar como um freelancer, claro, tem suas vantagens. A primeira dela é que você pode trabalhar em casa, sem precisar alugar uma outra infra-estrutura, o que pode representar uma boa economia. Se você precisa de um computador e uma impressora para executar suas tarefas, por exemplo, pode utilizar aquele que já possui em sua casa, com os softwares que já estão instalados, e é bem legal ter uma estação de trabalho em casa, seu próprio home office!

Você pode empregar os recursos que você já dispõe em casa (por exemplo, se você atua na área de tecnologia da informação, você pode usar seu próprio computador e conexão de Internet, sem ter que adquirir outro equipamento). Como disse acima, isso pode representar uma economia bem considerável para você – e para seus futuros clientes, já que não sairá do bolso deles diretamente o custo de tal estrutura.

Você pode efetuar os seus trabalhos nos horários que melhor convir. Entretanto, é bom salientar que flexibilidade de horários não deveria se traduzir em ausência de horários! Em minha vida como freelancer conseguia uma produtividade muito maior quando impunha horários à minha jornada de trabalho, mas claro, a flexibilidade que comentei significava que eu poderia trabalhar pela tarde e pela noite, por exemplo, liberando as manhãs para outros afazeres.

Trabalhar como freelancer não o impedirá de trabalhar como empregado em outro local, em outras palavras, você pode acumular trabalhos e, portanto, ganhar mais dinheiro para os seus objetivos e fazer desta uma renda extra mensal. E para quem se preocupa com a sua saúde financeira (o que deveria significar “todos nós”!), essa alavancagem pode ajudar a quitar certas dívidas mais caras como o financiamento de um carro ou de um imóvel o que ajudará a alcançar uma maior liberdade financeira mais rapidamente.

Se você perceber que as atividades estão ficando difíceis de cumprir, basta reduzir o volume de trabalhos como freelancer ou até mesmo interromper suas atividades temporariamente. Durante certas épocas de minha vida enquanto freelancer eu precisei reduzir ou aumentar o volume de trabalhos conforme meus demais afazeres (como quando cursei um mestrado) ou a necessidade financeira (o bolso apertou? Hora de trabalhar mais!).

Desafios do freelance

Por outro lado, é preciso estar atento a alguns cuidados:

Não há leis trabalhistas para proteger os freelancers, então todo cuidado é pouco no momento de fechar contratos, principalmente quando com novos clientes;

Diferente de um emprego, onde o seu salário é o mesmo todo mês, o valor de cada contrato como freelancer (em outras palavras, o preço de cada freelance) pode variar bastante, podendo render muito ou causar grandes prejuízos;

Se você está trabalhando sozinho e envolvido em vários projetos, a tendência é perder o ritmo de gerenciamento e organização e, quando menos esperar, as coisas podem complicar-se, por isso, atenção redobrada para os cronogramas quando o volume de trabalhos aumentar;

Não há aposentadoria ou FGTS como freelancer, então você precisa ter consciência de que você deve fazer o seu “pé de meia”, economizando, poupando e investindo, pensando não somente no presente, mas também no futuro;

Se você mora com outras pessoas (pais, irmãos, amigos ou esposa e filhos) pode ser bastante complicado trabalhar em casa.

O que fazer

Já atuei bastante como freelancer e não tenho muito do que reclamar. Se quer trabalhar como freelancer para ter uma renda extra e ganhar dinheiro (em vez de ganhar dor de cabeça), algumas dicas que posso lhe passar são:

  • Escolha algo em que você seja realmente bom (manutenção de equipamentos, consultoria em e-business, desenvolvimento de sistemas, administração de servidores, etc). Se você não acha que é bom o suficiente em algo, escolha algo que goste e possua um bom nicho de mercado e aprofunde-se nisso;
  • Exponha sua marca: crie um site/blog para falar sobre suas atividades, apresente produtos ou serviços já prestados (o famoso portifólio) e mantenha uma forma de contatá-lo facilmente;
  • Saiba selecionar e manter sua “carteira de clientes”: no início, prestamos serviço para quase todos que nos procuram (devido à inexperiência ou baixa demanda), mas com o tempo passamos a selecionar melhor a fim de manter a qualidade do serviço;
  • E o mais importante: não fique sentado esperando que os clientes apareçam, faça-os vir até você! Discuta em comunidades e fóruns de discussão com outros profissionais, procure identificar e contatar quem pode precisar de seus serviços e cadastre-se em sites que oferecem um meio de contato e contratação de freelancers, como o Freelance Now e o Freelance.com.

E apesar de que o tema é muito pronunciado quanto a oportunidades para desenvolvedores de software, devo frisar mais uma vez que não são somente os desenvolvedores de software que podem atuar como freelancers! Nos últimos anos, com o crescimento da importância do conteúdo nas atividades de marketing, escritores de conteúdo estão se destacando cada vez mais no cenário nacional e mundial como freelancers – e não há somente este tipo de trabalho também, pense nisso!

Bem, está é a primeira oportunidade de ganhar dinheiro que você pode tentar. Com ela você vai criar o seu próprio negócio e, quem sabe, mais tarde estendê-lo e transformar em um negócio de empresa. 😉

OBS: Este texto foi publicado originalmente em 19 de janeiro de 2009 e está sendo revisado e ampliado para manter-se sempre atualizado e mais completo.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Negócios na área de Informática

Olá, caro leitor! Este artigo é voltado para profissionais da informática que querem empreender ou para aqueles empreendedores que querem inovar e começar a implantar um negócio na área da tecnologia. Onde muita dessas ideias de negócios podem ser executadas sem sair de casa, ou seja, você poderá trabalhar com home office.

E basicamente para um criação deste ramo de empreendimento, será necessário a aquisição de equipamentos como, computadores, servidor, internet, softwares, linha telefônica e profissionais da informação, dependendo do empreendimento, especialistas em software ou hardware. Essa ideias de negócios não necessitam de grande valor de investimento inicial, principalmente por não necessitar de efetuar aluguel de um local para funcionamento.

Pois bem, citaremos boas ideias de negócios no ramo da informática.

  • Desenvolvimento de lojas virtuais
    Como atualmente muitas lojas físicas necessitam adaptar-se a outros meios de venda como o e-commerce (comércio eletrônico). E por causa disso o processo de expansão das lojas físicas para as lojas virtuais cresceram em números consideráveis.

    E por conta disso que uma empresa de desenvolvimento de lojas virtuais é uma boa ideia de negócio no ramo da informática. E assim muitas lojas buscam empreendimentos especializados neste tipo de serviço. Até por que comprar de revendedores uma loja virtual é mais confiável para quem não tem experiência na neste tipo de serviço.

  • Marketing digital
    Com a ascensão das mídias sociais muitas empresas procuram empreendimentos deste tipo para criar, gerenciar as suas contas nas redes sociais. E além disso buscam informações para saber como seus clientes respondem a sua marca, ou seja, a opinião dos mesmos.

    E ainda para efetuar o serviço de marketing e promoções por meio da internet, onde as empresas que investem nesta nova ferramenta de marketing tendem a crescer até quatro vezes mais. E é possível começar o empreendimento dentro de casa, trabalhando com um freelancer. Ou seja, mais conforto e menos gastos por estar trabalhando na sua residência, e não precisar gastar dinheiro com alimentação e transporte.

  • Desenvolvimento de jogos
    Este é também um nicho em crescimento, isso porque os jogos também são meios de divulgação de empresas, um jeito inovador que cada vez mais tem destaque na publicidade on-line.

    E quanto aos jogos on-line que são meios de entretenimento e educação. Mas é bom lembrar que para desenvolver os jogos será essencial a presença de profissionais especialistas como, designers, projetistas e programadores de jogos.

  • Gostou de alguma ideia de negócio do ramo da informática? Deixe seu comentário!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Turismo especializado – uma oportunidade de ganhar dinheiro

Muito boa tarde a todos! Como vocês já sabem os nossos últimos artigos foram sobre o ramo de franquias, não é verdade? Muito bem,agora iremos mudar só um pouquinho o nosso tema para hoje, onde andei pesquisando sobre formas de negócios rentáveis e que estão culminando pontos de subida no mercado dos negócios

E descobri que o turismo especializado é um ramo de negócio com essas características, e que já uma boa oportunidade para ganhar dinheiro. Isso tudo por que hoje em dia com a pessoas conseguindo migrar para classes sociais mais altas, e em decorrência disso o poder aquisitivo ficou maior.

E também com os incentivos do sistema governamental do país ao turismo nacional, muitas pessoas interessam em realizar seus sonhos, fazendo viagens com fins de conhecer outros lugares, objetivando resolução de negócios, lazer, entre outros motivos.

Como o turismo é uma atividade social ele provem crescimento econômico da área onde o turista está visitando, e por isso torna-se uma ótima oportunidade de empreendimento. Afinal, o que é esse tal turismo especializado?

Calma, você já saberá o o que é e como funciona este novo ramo do turismo. Como nem todos os locais do mundo tem cenários belos que atraiam pessoas para visitar ou que tenham grandes centros comerciais, como as cidades turísticas, por exemplo, Recife – PE, Gramado – RS, Rio de Janeiro – RJ, Brasília – DF, Salvador – BA, Tiradentes – MG, entre outras.

O turismo especializado foi criado justamente para atrair as pessoas para locais que não possuem paisagem natural, gastronomia especial e de destaque ou um centro comercial. Para encontrar métodos de implantação e desenvolvimento das atividades turísticas em determinado local.

A fim de conseguir fluxos de lucros com este negócio, através dos visitantes. Pois esses deslocam-se de livre e espontânea vontade de sua cidade ou de seu lar, motivado por
atrativos especiais, que atendam e respeitem as suas necessidades. E ainda lembrando-se do custo-benefício e da sustentabilidade desta atividade.

E como fazer para empreender com turismo especializado? Para empreender basta que encontre uma ótima ideia com base na análise do local onde o serviço irá funcionar e para qual público alvo pretende atender, e o não menos importante que são as diretrizes do empreendimento turístico.

E para encontrar está ótima ideia é preciso um estudo profundo do que o empreendedor quer para a atividade, esse estudo auxilia muito nos momentos de expansão do negócio. Um bom exemplo de turismo especializado é da agência de turística norte americana Women Traveling Together (Mulheres que Viajam Juntas).

Que descobriu através de pesquisas que entre 500 mulheres mais da metade viajavam solitárias e ainda com esperanças em encontrar acompanhantes para os seus eventos turísticos. Então a agência resolveu especializar-se em executar viagens com grupos de mulheres para esses eventos.

Outro bom exemplo de turismo especializado que existe muito no mercado turístico é a criação de parques, resorts, turismo ecológico, por exemplo. Para atrair pessoas a visitarem estes locais com finalidade de promover passeios, brincadeiras, e outros tipos de lazer.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Controle digital de acesso

Saudações do Pequenos Negócios! Que tal hoje conversarmos um pouco sobre o controle digital de acesso, um campo inovador e que portanto oferece muitas oportunidades àqueles que o desbravar?

No mundo de hoje a segurança é fundamental, cada dia que passa mais e mais pessoas, empresas e edifícios buscam produtos que possam os afastar de situações desagradáveis devido à falta de segurança. Muito tem se falado em monitoramento, hoje a segurança alcançou grande níveis e os equipamentos que vemos hoje em dia antigamente eram vistos somente em filmes.

Hoje, todos podem ter um sistema que possa passar ao cliente mais segurança em seu patrimônio, e com toda essa atenção das pessoas para a tecnologia na segurança muitas empresas têm investido nesse ramo que tem feito muito sucesso, afinal nos tempos de hoje a segurança é essencial.

Fechaduras acionadas por chips, leitores biométricos, catracas eletrônicas, esses e muitos outros itens têm estado por toda parte em nosso país; o controle de acesso digital tem feito muito sucesso, pois garante um maior monitoramento de cada movimento de visitantes e funcionários de uma empresa.

Uma empresa de São Paulo resolveu investir no ramo e criou um software que controla tudo: entrada e saída de pessoas, veículos, tudo com precisão, além disso, o sistema permite controlar acessos em horários pré-determinados e tem feito muito sucesso no Brasil. Há uma grande demanda por prédios inteligentes, cheios de equipamentos tecnológicos que garantam a segurança das empresas e patrimônios ali presentes.

E essa grande demanda fez com que uma empresa tivesse, sozinha, faturamento de 6 milhões e projetasse um crescimento para esse ano de 50%. As expectativas de crescimento da empresa são bem grandes graças à tecnologia que avançou e hoje está alcançando diversas empresas em nosso país.

E agora, alguns dados publicados pela PEGN:

  • Investimento de R$ 1.000.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 900.000,00;
      • Reforma do ponto, móveis de escritório;
      • Sala para apresentações;
      • 3 notebooks, 3 computadores;
      • Osciloscópio para testes de protótipos;
      • Telefone com ramal;
    • Capital de giro – R$ 100.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 100.000;
  • Funcionários – 4;
    • 1 dono;
    • 3 especialistas em software e hardware;
  • Prazo de retorno – 48 meses.

O ramo é inovador e tem crescido bastante, portanto é muito importante conhecer mais do ramo antes de investir no mesmo, cada dia que passa mais e mais empresas estão à procura de serviços como este que tem feito bastante sucesso no Brasil, portanto este ramo torna-se muito rentável em nossa sociedade.

Muitas pessoas estão investindo nesse ramo que tem um potencial de crescimento excelente, portanto para quem deseja investir na área é preciso ter um bom plano de negócios e prestar serviços de qualidade, além  de investir também na divulgação dos produtos e serviços a serem apresentados pela empresa.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Organização de festas e eventos

Um bom dia a todos! Hoje nosso tema é mais um ramo muito legal e que rende bons lucros no mercado, a organização de festas e eventos!

Organizar festas e eventos é o trabalho principal de muitas pessoas em nosso país, trabalhar neste ramo é ter em mente que o mesmo oscila muito. Tudo depende de datas comemorativas e da economia no momento, mas com a aproximação da Copa do Mundo no Brasil o ritmo econômico tem aumentado junto com as festas e eventos, o que torna a área bem rentável, principalmente nesses tempos!

De acordo com a ABEE (Associação Brasileira de Empresas de Eventos), pequenos e médios representam 90% de todo setor. A dona de uma empresa do ramo criada em 2008 na cidade de São Paulo afirma que o momento está favorável, a expectativa dela era de crescimento de 10% ao ano, mas só em janeiro a empresa de Cíntia conseguiu contratos equivalentes a 21% de toda a renda que conseguiu no ano passado.

O ramo é animador assim como as próprias festas e a empresa de Cíntia trabalha sozinha no planejamento e consultoria de eventos e festas. Todo o trabalho extra é terceirizado, são diversos contatos de fornecedores, bufês, locadora de imóveis, gráficas, etc. A empresa de Cíntia conseguiu faturar no ano passado 190 mil reais e a expectativa de aumento é grande já que agora pensa em ampliar sua atuação em eventos corporativos.

A dona da empresa aconselha a quem quiser entrar no mercado a ter seus próprios equipamentos e investir nisso, melhor que alugar é ter sua própria matéria-prima sem depender de outras pessoas para cobrir aquela área, afirma Cíntia. Além disso, é muito importante conhecer os fornecedores e se possível ter uma lista com fornecedores confiáveis.

E para não perdermos o ritmo, que tal agora, mais uma vez, dados sobre esse tipo de empreendimento?

  • Investimento de R$ 20.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 15.000,00;
      • Aluguel do espaço, mobiliario;
      • Celular, nextel, linha telefônica;
      • Equipamentos de filmagem e fotografia;
      • Móveis de escritório;
      • Computador com Internet;
    • Capital de giro – R$ 5.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 15.000;
  • Funcionários – 2;
    • 1 dono;
    • 1 ajudante.
  • Prazo de retorno – 12 meses.

Lembramos aos aspirantes que desejam investir e trabalhar na organização de festas e eventos que é preciso disponibilidade para trabalhar nos finais de semana, pois sexta, sábado e domingo são os dias mais movimentados. Já aconteceu da empresa de Cíntia ter cinco eventos em seguida.

Toda a organização deve ser feita com muito cuidado e de maneira correta para evitar sustos, a empresa também deve conhecer diferentes produtos para oferecer aos clientes como um diferencial. Além disso, não se deve economizar na hora de elaborar um site, deve ser um portal informativo, dinâmico e com muita criatividade.

Luis Carlos Lacê

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Agência de Marketing Digital

Estamos em um mundo repleto de tecnologia e redes sociais são cada vez mais cheias de usuários. As redes sociais e a Internet têm se mostrado grandes aliadas ao crescimento de diversas empresas de todo o mundo e têm sido muito usadas como forma de marketing em nosso país e no mundo.

Com as grandes comunidades de pessoas em grandes redes sociais, muitas empresas têm investido em marketing nas redes sociais a fim de saber o que os usuários acham de seus serviços, produtos e também como forma de divulgação de uma marca, empresa ou produto.

Esse é um ramo que está em constante crescimento em nosso país e já tem feito muito sucesso, muitas empresas estão com diversos casos de sucesso de campanhas de empresas que ganharam pontos de marketing, ao inovar nas redes sociais, portanto investir neste ramo tem se tornado cada vez mais lucrativo.

Foi pensando no crescimento desse ramo que uma empresa de São Paulo resolveu investir na área e tem feito muito sucesso por todo o país, a empresa hoje é muito requisitada por grandes empresas com projetos para redes sociais. O dono da empresa a firma que o mercado está crescendo e que no ano passado as empresas passaram a guardar uma renda somente para ações de marketing na internet e em redes sociais, isso fez com que o ramo crescesse cinco vezes mais no período de um ano e as expectativas de crescimento são bem grandes afirma o empresário de São Paulo.

E agora, alguns dados publicados pela PEGN que com certeza são do interesse de todos que desejam iniciar tal empreendimento:

  • Investimento de R$ 50.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 25.000,00;
      • Aluguel do imóvel;
      • Notebook;
      • Móveis de escritório;
      • Computador com Internet;
    • Capital de giro – R$ 25.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 20.000,00;
  • Funcionários – 2;
    • 1 dono;
    • 1 auxiliar;
  • Prazo de retorno – 18 meses.

O dono da empresa afirma que uma das ações que os clientes mais solicitam é o monitoramento de sites e blogs, pois assim a empresa pode monitorar o que os usuários estão achando da marca e dos negócios, além de fazer uma boa análise do público alvo e do que eles gostam, isso é bom para planejar campanhas mais determinadas ao um tipo de público.

Desta forma, se você está interessado em ter sua própria agência de Marketing Digital, não perca tempo e busque aperfeiçoar-se o quanto antes e aproveitar a oportunidade, já que este é um nicho de mercado que promete expandir-se bastante nos próximo anos. Sem esquecer, claro, de seu plano de negócios!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Perícia digital

Com o aumento de pessoas com acesso a Internet e a tecnologia, aumentou também o número de fraudes, roubos, perda de informações, comportamento ilícito de funcionários e muito mais. E pensando no crescimento deste tipo de ação que muitas empresas de todo o Brasil resolveram investir na perícia digital, para recuperar documentos, vigiar funcionários, condutas, roubo de informação e dados, além de muitos outros serviços oferecidos por empresas especializadas na área.

É pensando neste mercado que muitos decidem investir na área que tem sido bastante requisitada por órgãos públicos, federais e por empresas privadas. Segundo o dono de uma empresa criada em 2008 as empresas privadas pagam de 15 mil a 80 mil reais por tal serviço, já órgãos governamentais costumam pagar cerca de 5 mil a 15 mil reais pela perícia digital, que pode ser realizada no próprio local do crime ou por meio de um computador, o que faz com que o negócio não necessite de um espaço grande para ser viabilizado.

Uma empresa entrevistada pela PEGN já trabalhou em centenas de casos, sendo 70% para iniciativas privadas e o resto para órgão do governo. O dono da empresa a firma que o setor é muito importante e ainda tem que crescer muito. Além disso, ele afirma que é difícil encontrar profissionais qualificados para atuar no ramo, é preciso ter formação jurídica, tecnológica, vivência pública e privada afirm o dono da empresa.

E agora, alguns dados publicados pela PEGN que com certeza são do interesse de todos que desejam iniciar tal empreendimento:

  • Investimento de R$ 80.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 30.000,00;
      • Uma estação forense;
      • Computador com todos os sistemas operacionais;
      • Softwares para análise de documentos e dados;
      • Coleta de informação e recuperação de dados;
      • Computador com Internet;
    • Capital de giro – R$ 50.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 80.000;
  • Funcionários – 7;
    • 1 dono;
    • 1 secretária;
    • 3 profissionais forenses;
    • 2 profissionais especializados em segurança da informação.
  • Prazo de retorno – 12 meses.

A fim de obter um contrato de perícia digital com governo é necessário que o profissional perito digital esteja habilitado com os órgão competentes e trabalhistas de sua cidade onde atua e encaminhar a juízes seu currículo, com documento que prove o ausência de parentesco com juízes, diploma para comprovar que está formado e antecedentes criminais. Em casos de divergência de informações, o profissional pode perder a habilitação.

Não podemos esquecer que o negócio necessita de um bom plano de negócios e de uma boa administração para alcançar o sucesso, seja neste ou em qualquer ramo, para isso o Ideias de negócios aconselha o futuro empreendedor a sempre investir em si mesmo, aprender mais e mais sobre o seu negócios nunca é demais, e no futuro você irá nos agradecer!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Home care

A população considerada idosa consegue movimentar por ano mais de 255 bilhões de reais e o seu poder aquisitivo também tem crescido em ritmo acelerado em todas as partes do país segundo o IBGE. O rendimento mensal dos idosos passou de 449 para 749 reais.

Portanto começar a empreender em um ramo que atenda pessoas nessa faixa etária tem sido cada vez mais interessante para os empresários. É muito importante a prestação de serviços em casa neste ramo, principalmente para consumidores da classe A, segundo o dono de uma empresa que presta serviços de enfermagem em domicílio o número de pacientes subiu de 20 para 48 e tem feito bastante sucesso – o empresário afirma esperar alcançar o número de 100 pacientes.

Para quem quiser começar a empreender neste ramo é necessária uma boa coordenação do negócio e seguir as regras e normas da Anvisa e ter um responsável com nível superior na área e habilitado. Uma destas regras e normas é ter um alvará concedido por um órgão sanitário.

Além disso, é muito importante ter um manual para o funcionamento interno da empresa e envio de relatório do estado do paciente ao médico. Além de estar capacitado para atuar no ramo o empresário precisa estar ciente de que o negócio precisa de uma boa coordenação para poder prestar serviços aos clientes.

E agora, alguns dados publicados pela PEGN que com certeza são do interesse de todos que desejam iniciar tal empreendimento:

  • Investimento de R$ 200.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 100.000,00;
      • Material cirúrgico;
      • Medicamentos;
      • Carro para transporte, cadeira de rodas, ventilação;
      • Equipamentos de suporte, telefone celular;
      • Computador com Internet, linha telefônica.
    • Capital de giro – R$ 100.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 40.000;
  • Funcionários – 9;
    • 1 dono;
    • 1 médico;
    • 1 enfermeiro;
    • 1 farmacêutico;
    • 5 técnicos.
  • Prazo de retorno – 36 meses.

A população idosa vem crescendo bastante nos últimos anos e cada vez mais são requisitados serviços especiais para esta faixa etária de pessoas em nosso país. Começar a investir neste ramo é animador para os empresários já que o rendimento mensal das pessoas acima de 60 anos tem aumentado bastante em nosso país segundo pesquisas feitas pelo Ipea.

Portanto, para você que quer começar a empreender nesta área o Ideias de Negócios aconselha você a ter bons contatos em hospitais, médicos e planos de saúde, o marketing deste tipo de negócio funciona mais boca a boca com bons contatos em áreas do ramo, como clínicas, hospitais, etc.

Mantenha em uma boa rede de relacionamento com médicos e profissionais que atuam na área para divulgar seus serviços e conquistar novos clientes, isso é muito importante para quem quer começar. Não esqueça de estar em dia com as normas dos órgãos competentes para poder atuar no ramo de home care.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Confecção de roupas para evangélicos

Vamos falar agora sobre um tipo de negócio que tem feito muito sucesso em nosso país, a confecção de roupas para evangélicos!

O sucesso do ramo pode ser esclarecido com alguns números: o número de evangélicos no Brasil ultrapassa os 26 milhões de pessoas de acordo com o IBGE. Há 30 anos atrás esse número era de 7,8 milhões, o crescimento é muito grande e os números não param de crescer a cada ano! Portanto, ter um negócio nesse ramo provou ser uma ótima oportunidade de negócio em nosso país.

Foi pensando neste mercado promissor que uma empresa de pijamas de Santa Catarina resolveu mergulhar no ramo e investir na produção de camisas masculinas e femininas com dizeres bíblicos. A empresa tem feito muito sucesso e os produtos evangélicos superaram os pijamas antes produzidos pela empresa que hoje atua 90% em produtos evangélicos. Em apenas um ano a empresa cresceu cerca de 40% e as expectativas de crescimento são bem grandes, já que a empresa subiu de 5 representantes para 16, e o catálogo que tinha no máximo 50 itens hoje tem 120 e continua crescendo!

Para quem deseja investir no ramo e não quer gastar muito com investimento inicial, é possível terceirizar o processo produtivo dos produtos, que envolvem a talhação, costura e serigrafia. O ideal seria a empresa ter um bom catálogo de produtos, com no mínimo 50 itens e uma bem produzida loja virtual, além disso também é muito importante divulgar o negócio, encontrar representantes e participar de diversas feiras do setor.

O dono da empresa de SC almeja crescer este ano cerca de 40% e implantar mais 30 itens ao seu catálogo e loja virtual, as expectativas de crescimento são grandes do empresário e do setor que cresce a cada dia em todo o Brasil.

E agora, para não perdermos o costume, aqui vão mais alguns dados relevantes para quem deseja iniciar uma confecção de roupas para evangélicos, publicados pela PEGN:

  • Investimento de R$ 40.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 25.000,00;
      • Reforma do espaço;
      • Montagem do primeiro estoque;
      • Linha telefônica;
      • Computador com Internet;
    • Capital de giro – R$ 15.000,00;
  • Faturamento médio mensal – R$ 20.000;
  • Funcionários – 5;
    • 1 dono;
    • 1 estilista;
    • 1 tecnologia;
    • 1 expedição;
    • 1 administrativo;
  • Prazo de retorno – 24 meses.

Como já dissemos, são mais de 26 milhões de evangélicos em todo país dispostos a pagar por produtos que são feitos sob medidas para eles e esse número é a garantia de que quem investe no ramo pode ter sucesso. A cada dia esse número aumenta e muitos evangélicos buscam por produtos destinados a eles.

Quem deseja investir no ramo precisa ter em mente que o negócio necessita de uma boa administração e um bom plano de negócios, além disso é necessário investir na divulgação da empresa a fim de conquistar novos clientes no mercado que vem crescendo bastante em nosso país.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS