Como investir em ações

Primeiro, vamos entender o significado de ação. De acordo com um dicionário de economia, ação é:

Ela é a menor parte do capital de uma empresa, normalmente comercializada nas bolsas de valores de todo o mundo. Quando alguém compra uma ação, na verdade está adquirindo um lote de negociação, que pode ser comprado ou vendido pelo titular. Ao longo do tempo, se a empresa tiver perdas ou progredir, o processo se reflete nas ações, que podem, respectivamente, se desvalorizar ou não, dependendo do cenário. Algumas empresas fazem também a divisão dos lucros entre seus acionistas. Existem dois tipos de ações que são negociadas no nosso país – as ordinárias e preferenciais.

Nesse resumo está contido o princípio mais importante a respeito de uma ação: Uma ação é uma fatia do capital da empresa, que pode ser comercializada por investidores, se seu capital for aberto; Ou seja, que pode ter ações comercializadas na bolsa. Então, quando você adquire uma ação e a mesma é valorizada, seu capital investido cresce, mas se ela se desvalorizar, seu capital sofre as consequências e se desvaloriza junto.

Por causa dessa variação no rendimento das ações, esse tipo de aplicação é chamada de renda variável.

Como lucrar com ações?

Isso pode acontecer de duas maneiras: Pode ser com a divisão dos lucros da empresa ou com a valorização do título. As corporações que trabalham com capital aberto, têm a opção de distribuir o lucro com seus acionistas, que é muito conhecida como participação nos lucros.

Enquanto a valorização dos papéis acontece quando os títulos da empresa são mais procurados e, por isso, seu preço sobe. Para quem quer ganhar um dinheiro rápido, esperar a divisão dos lucros não é uma boa alternativa, porém o investidor pode apostar nas ações que estão se valorizando mais rapidamente. Apesar que muita gente que está sem pressa pode escolher os dois tipos de investimentos.

Mas, como comprar ações?

É só você procurar um banco ou instituição financeira que faz a comercialização das ações. E muitas dessas instituições fazem a oferta desses serviços através da Internet, facilitando a vida do investidor. As taxas cobradas varia de banco para banco, que pode cobrar a taxa por operação ou mesmo a taxa de administração.

E alguns deles dizem que cobram o menor imposto. Mas, na verdade: O valor da taxa cobrada pelo banco é baixo, isso levando em conta um mercado que é tão variável como o de ações. E muitos bancos estão ofertando a seus investidores artigos e cursos, a fim de que ele fique a par de tudo o que se passa no mercado de compra e venda de ações.

Então, liste quais são as instituições financeiras que oferecem esse serviço e veja qual é que compensa mais; Pesquise quais são as taxas cobradas pela instituição e quais são os serviços extras oferecidos por ela, como o pregão online, por exemplo. E, se você tiver a oportunidade, entre em contato com outras pessoas que usam este mesmo serviço.

Somente depois de fazer toda essa pesquisa que você deve fazer a escolha do banco que irá lhe assessorar na hora de comprar/vender suas ações. É assim que funciona.

Como lucrar com a compra e venda de ações?

Esta é a questão!

No blog Investindo em Ações tem uma frase interessante sobre o assunto: “Investir em ações é [… ] fácil [… ]. Difícil é ganhar dinheiro”.
O que essa afirmação quer dizer é que negociar ações é fácil, difícil é saber o momento certo de fazer isso.

Então, siga as nossas dicas:

  • Cuidado com os palpiteiros, falsos especialistas, que acham que sabem tudo – se assim fosse, muita gente não teria tido tanto prejuízo na crise de 2008;
  • Faça um estudo de mercado, para saber quais ações comprar. Quanto mais você pesquisar e entender o mercado, maiores serão as suas chances de sucesso;
  • Tenha paciência para investir, pois esse tipo de investimento tende a sofrer diversas alterações. Porém, esse momento de instabilidade pode ser útil para que várias empresas se recuperem e reergam-se no mercado. E tenha muito cuidado em qual empresa investir, não fique em um único tipo de empresa, siga o panorama da economia;
  • Leia revistas e blogs especializados no assunto. A nossa sugestão, no âmbito da internet, é o blog InvestManíacos.

Assuma riscos

Bom, o mercado de ações tem um risco muito alto de prejuízo, isso todo mundo sabe. Mas isso não quer dizer que você não possa lucrar com elas.

Então, avalie bem qual é o tipo de risco que você está disposto a correr. Pessoas de perfil conservador, devem investir em empresas mais tradicionais, de pouco risco, enquanto os de perfil agressivo podem apostar em empresas mais novas, de risco mais alto.

Robert Kiyosaki, que escreveu “Pai Rico, Pai Pobre – o que os ricos ensinam a seus filhos sobre o dinheiro”, afirma que: Não é inteligente correr de investimentos rentáveis, o necessário é conhecer bem o mercado e suas nuances, assim, o risco é bem diminuído.

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *