Como saber se estou no caminho certo?

Olá a todos, mais uma vez, e sejam, como sempre, bem-vindos! Já faz alguns dias que venho pensando em escrever um artigo sobre algo muito simples, porém que poucas vezes encontramos informações para nos guiar: como saber se estamos indo no caminho certo.

Não importa se você está investindo, desenvolvendo seu próprio negócio ou executando um plano financeiro para livrar-se das dívidas. É sempre importante termos um referencial, usarmo-nos de alguma informação para sabermos se estamos no melhor caminho ou não, mas isso nem sempre é tão simples.

Tome como exemplo um blog ou website informativo: você cria um, mas ninguém o visita. Você o divulga bastante, e ninguém ainda parece estar interessado nele. Você gasta ainda mais (tempo e dinheiro) em marketing e continua sem visitas. Por Deus, isso aparentemente é mais do que prova de que o mesmo é um fracasso, não? Errado, isso não prova nada!

Hã? Como assim? Mas ninguém visita o meu negócio!

Sim, ninguém o está visitando, mas isso pode ter vários motivos: talvez ele seja ainda muito recente e nem mesmo esteja indexado na web, talvez precise de mais algum tempo para consolidar a marca junto aos internautas ou talvez a sua estratégia de marketing não esteja sendo bem sucedida e não o seu negócio. Nesse momento, estou certo de que a pergunta do título estaria ecoando em sua mente: “como saber se estou no caminho certo?”

A melhor resposta em que consigo pensar é: “simples, quando você começa a perceber o que está errado!”. Pode parecer um tanto óbvio ou pior, pode parecer não dizer nada, mas esta é a melhor resposta. Mesmo que você esteja ganhando dinheiro, mas se você não sabe o que funciona e o que não funciona, o dinheiro que você ganha provém de “um bom chute”, que pode um dia acabar e você não saberá o que fazer. Entretanto, se você sabe o que está sendo feito errado, conseguirá um ponto de partida para entender o que pode fazer certo, não?

Bem, vamos a um exemplo que vivenciei, acredito que isso explicará melhor…

O caso “Enciclopédia da Saúde”

Já comentei aqui há muito tempo atrás que tenho um outro blog na área de saúde chamado Enciclopédia da Saúde que, como o próprio nome diz, foi desenvolvido para servir como uma verdadeira enciclopédia online (até hoje, ainda estamos publicando artigos sobre as várias doenças – há muito trabalho ainda pela frente para que ele se torne uma “enciclopédia completa” 🙂 ). Esse blog nasceu em janeiro de 2010.

No início, contratamos uma assistente para que escrevesse artigos para ele (bem, para ele e outros blogs, claro). Acreditávamos que, com um bom trabalho em marketing e um bom volume de artigos, rapidamente estaríamos começando a recuperar o capital investido (claro, ou está pensando que assistentes trabalham de graça? 😀 ).

Após três meses, tínhamos um volume de visitas ainda muito pequeno e seus ganhos não justificavam manter uma pessoa alocada parcialmente para isso. Além disso, tivemos alguns problemas com nossa assistente e acabamos por encerrar o contrato com ela. Bem, continuamos então nós mesmos escrevendo (no caso, minha esposa Marcelle e eu).

Após outros um ou dois meses, o volume de visitas ainda era muito baixo e os ganhos não justificavam todo aquele trabalho – optamos então por interromper as atualizações naquele blog e passamos a nos dedicar mais aos demais.

Acredito que por volta de janeiro de 2011, percebemos que os ganhos daquele blog haviam aumentado um pouco, justificando ao menos três ou quatro atualizações mensais. Na última vez que analisei os rendimentos de cada blog (em fins de 2012), percebi que seus ganhos já justificavam ao menos duas ou três atualizações semanais – as coisas estão melhorando bastante, não? 🙂

Agora, prestem bastante atenção: perceberam algo estranho? Nós acreditávamos que aquele blog era um fracasso e, tempos depois, voltamos a olhá-lo como tendo um relativo sucesso. O que mudou?

Percebemos onde estávamos errando – e isso bastou para que soubéssemos que estávamos no caminho certo. Aqui está uma lista das possíveis causas dos ganhos praticamente nulos daquele blog no início:

  • O domínio era muito novo e isso influenciou no posicionamento de suas páginas nos motores de busca – conforme o tempo foi passando, ele ficou mais velho e assim melhor posicionando-se;
  • Escrevíamos sobre inúmeras doenças (muitas delas populares), mas não levávamos em consideração o volume de buscas ou a competição para aquelas doenças nos motores de busca – começamos a levar isso em consideração, claro;
  • O trabalho de marketing realizado em 2010 foi menos intenso do que em 2011 – e esperamos intensificar ainda mais em 2012! 🙂
  • Muitos artigos eram agendados, ou seja, apesar de trabalharmos na produção de 50, 70 ou 100 artigos em um curto intervalo de tempo, eles seriam publicados gradualmente – em outras palavras, não dá para esperar grandes resultados se todos os esforços ainda não se tornaram públicos, não é mesmo?

Além do mais, percebemos que essa “janela de tempo” entre o início e o retorno parcial do tempo investido coincidia com a mesma que tivemos em vários outros dos nossos blogs – em outras palavras, nós estávamos nos apressando muito, mas as coisas estavam “dentro de seu tempo”.

Agora que percebemos todos os nossos erros, fica bem mais fácil trabalhar. Então realmente foi muito importante para nós identificarmos onde estávamos errando a fim de encontrar o nosso “caminho certo”.

E que atitudes podem mostrar que estou no caminho certo?

Há inúmeras atitudes que podem apontar que você está progredindo educacional, profissional e financeiramente falando. Aqui estão algumas delas:

  • Você percebe a importância de mudar a sua vida, não mais ficar esperando “cair do céu”. Sua busca deveria então começar por livros, cursos e, claro, websites;
  • Ao ler artigos que falam que para ganhar dinheiro você precisa pensar, planejar, executar e saber esperar, você passa a compreendê-los e respeitá-los (e não mais tentar agredir verbalmente o dono do blog/website dizendo “ele não sabe do que está falando” e alguns palavrões – sério, isso acontece algumas vezes comigo, e o máximo que posso fazer é lamentar por essas “almas perdidas”);
  • Você finalmente se dá conta de que há uma grande diferença entre “ser pão duro” e “economizar pensando no amanhã” – e, claro, passa a investir para o futuro, afinal de contas, não basta saber, precisa pôr em prática!
  • Você se interessa por aprender mais sobre investimentos e oportunidades para ganhar dinheiro e começar a ler periodicamente sobre isso;
  • Você compreende que pode iniciar um pequeno negócio na web, mas falta saber “o que”, e começa a pesquisar sobre isso – parabéns, está indo no rumo certo!
  • Você finalmente se sente pronto para iniciar o seu negócio online e dá os seus primeiros passos;
  • Após alguns meses, você ainda está no “zero a zero” e todos riem quando você fala sobre como seu negócio será um sucesso (minha família morreu de rir quando falei pela primeira vez que iria comprar o celular novo de minha esposa com os ganhos que eu acumularia em meus negócios online). Não se desespere, eu já passei por isso e sobrevivi… Você precisa focar e continuar desenvolvendo seu negócio da melhor forma possível;
  • Seu negócio começa a dar algum retorno… Ainda não é muito alto, mas em breve justificará ter algum apoio externo (outsourcing? Freelancing? 🙂 ) para ajudá-lo em algumas de suas tarefas;
  • Você passa a dedicar mais atenção aos seus investimentos, afinal de contas, caderneta de poupança rende muito pouco e a bolsa de valores pode ser muito arriscada sem bons conhecimentos. Está na hora de estudar mais sobre investimentos e praticar!
  • Seu negócio continua crescendo de forma sólida e você está bastante atento a outras possíveis oportunidades. É isso aí, amigo, o caminho pode ser este! 😉
  • Investimentos, negócios, macroeconomia, finanças pessoais, etc. Tudo isso se torna tão comum a você que, se sua esposa não gritar para deixá-la em paz ao menos durante o café da manhã, você usará o guardanapo da mesa e uma caneta tirada de seu bolso para rabiscar algumas informações sobre a taxa de inflação brasileira, os rendimentos de seus investimentos, a taxa de crescimento de seus negócios e apontar como tudo isso está em escala ascendente progressiva (certo, minhas esposa não gritou comigo – eu aproveitei uma manhã em que ela estava rouca 😀 ).

Bem, poderíamos nos estender ainda mais neste artigo, mas acredito que todos já entenderam a ideia. Tenho notado muitos de nossos leitores progredindo muito bem, porém alguns ficam presos na hora de iniciar um negócio ou de escolher uma boa opção de investimento. Se você está nesse grupo, tenha calma pois iremos ajudá-lo a cumprir suas metas para 2012 (caso alguma de suas metas seja relacionada ao tema de nosso blog, claro 🙂 ).

E para você, amigo leitor, como você sabe se está no caminho certo?

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print