Comprando moeda estrangeira

A compra de moeda estrangeira é uma outra modalidade de investir seu dinheiro e se há como ganhar dinheiro assim, não há por que não o estudarmos, não é? 😉 Vamos, então, explicar por que é possível usar a compra de moeda estrangeira como forma de ganhar dinheiro, como é possível proceder para tal e alguns mitos que há em torno disso.

Como é possível ganhar dinheiro comprando moeda estrangeira?

Acredito que todo mundo sabe que os valores das moedas estão sempre oscilando. No início do Plano Real, a cotação do dólar era de R$ 0,89, isto é, um dólar era capaz de comprar a mesma coisa que você poderia comprar com 89 centavos de real. Segundo o Google, um dólar hoje equivale a R$ 2,19. Mudou bastante, não? Por quê?

Bem, o valor de uma moeda é fortemente orientado pela inflação daquele país, isto é, quanto maior a inflação, maior a quantidade de dinheiro naquela moeda necessária para adquirir um determinado bem, o que fará com que aquela moeda sofra o que chamamos de desvalorização. Se por outro lado o país tiver uma deflação ou sua inflação for menor que a de um outro país, dizemos que sua moeda será valorizada em relação a este.

Sendo assim, se eu adquiro uma quantidade de uma moeda estrangeira e após algum tempo a inflação naquele país for maior que a do aquele capital que eu adquiri sofrerá alguma desvalorização, equivalendo a uma quantidade menor do que aquela que usei para adquirir a tal moeda. Se, por outro lado, a inflação naquele país for menor, então terei uma valorização do meu capital, que poderei trocar novamente pela minha moeda, sendo que agora conseguirei mais do que aquilo que eu tinha investido inicialmente.

Percebeu agora a oportunidade? Se você compreender o que significa o valor de cada moeda, bem como  a situação econômica dos países envolvidos, poderá então aplicar a regra mais clássica que há no mundo dos investimentos de renda variável: comprar na baixa (adquirir a moeda estrangeira quando ela se encontra desvalorizada), vender na alta (vender a moeda estrangeira quando ela se encontra supervalorizada).

Como comprar e vender moeda estrangeira?

A compra e venda de moeda estrangeira deve ser feita por meio de bancos e/ou instituiçoes financeiras credenciadas para tal. No caso dos bancos, há agências especializadas (e são as únicas que poderão lhe ajudar nisso!) conhecidas como agências de câmbio.

Cada agência de câmbio possui sua forma de atender o cliente, mas é unânime que o mesmo deve ir munido de RG, CPF e comprovante de residência. Na verdade, nem todos esses documentos serão exigidos, somente quando for necessário. Por exemplo, para você adquirir uma quantia menor que três mil dólares é provável que não precise de todos eles, mas como são fáceis de levar, melhor “errar para mais do que para menos” (já imaginou? Após três horas de espera em um banco, ter que voltar para casa sem sucesso porque não levou sua carteira de identidade?).

Quanto vou pagar ou receber pela compra ou venda de moeda estrangeira?

O valor da moeda estrangeira em moeda nacional é o que chamamos de taxa de câmbio. Essa taxa é fdesignada pelo Banco Central e pode variar bastante. Quando você se dirige ao banco ou a outra instituição financeira para a compra/venda de moeda, entretanto, a taxa trabalhada não será essa, mas outras duas que oscilam próximo a ela: a taxa de compra e a taxa de venda.

Quando você compra moeda estrangeira do banco, você fará um contrato de câmbio que diz que o valor a ser pago pela moeda será aquele especificado pela taxa de compra designada pelo banco, que é um valor superior ao da taxa de câmbio (claro, senão eles não teriam como lucrar com a operação).

Da mesma forma, quando você efetuar a a venda da moeda estrangeira, você efetua um outro contrato de câmbio, que diz qual o valor a ser recebido pela moeda, agora especificado pela taxa de venda imposta pelo banco, que é um valor inferior ao da taxa de câmbio.

A diferença entre a taxa de compra e a taxa de venda acaba por originar um valor que indica o quanto aquela operação pode ser rentável para a instituição financeira, valor esse denominado spread.

A operação pode ser paga em espécie, cheque de viagem ou creditada/debitada diretamente da sua conta-corrente.

Alguns mitos em torno da compra e venda de moeda estrangeira

  • “Investir por meio da compra e venda de moeda estrangeira é ilegal, um crime financeiro” – diante dessa informação (muito estranha, já que diversos autores graduados em Economia falam sobre investimento em moeda estrangeira), decidi fazer uma rápida pesquisa, e o que encontrei foi a Lei 9613, cap. V, artigo 9 que fala sobre as pessoas e entidades jurídicas que devem prestar conta a respeito da origem e destino de suas movimentações financeiras, a fim de evitar crimes de lavagem de dinheiro. Veja bem, a lei não proíbe, ela somente cita que tais pessoas/entidades devem se precaver a fim de que suas atividades não sejam confundidas com atos ilícitos. Além do mais, quem pesquisar direitinho vai ver que há, sim, cobrança de imposto de renda em cima do lucro obtido pela compra e venda de moeda estrangeira – se é crime, por que o governo está lhe pedindo formalmente a “parte dele”?
  • “Não vale a pena, pois o imposto de renda irá devorar todo o lucro” – acho mais fácil que más decisões  do investidor sobre quando, quanto e onde comprar e vender levem a prejuízos reais do que o imposto de renda, pois a cobrança será feita somente em cima do lucro, não do todo;
  • “Comprarndo com doleiros o risco é menor” – pelo contrário! A compra por meio de “doleiros” é totalmente ilegal. Você somente deve comprar e vender em bancos e instituições financeiras credenciadas para tal;
  • “É só comprar dólar que você vai ganhar muito!” – e o que aconteceu com todos aqueles que compraram dólares e viram no ano passado essa moeda desvalorizar-se? Se você quer realmente ganhar com isso, é bom começar a se preocupar em conhecer a moeda e a economia dos países que a movimentam, caso contrário, estará atirando no escuro!

Exercício

E agora, vamos treinar um pouco do que aprendemos? Comece por escolher uma instituição financeira bem como uma moeda que você gostaria de investir. Vá até a mesma e procure saber quanto você teria que desembolsar para adquirir, por exemplo, 1000 unidades da mesma. Peça também para saber como acompanhar as taxas de compra e venda que a empresa utiliza (eles podem ter isso publicado na Internet, o que facilitará ainda mais para você consultar). Informe-se também sobre o imposto de renda a ser pago (infelizmente no momento desconheço os valores, vou ficar lhes devendo essa, ok?).

Após isso, comece a estudar o comportamento do mercado e economia daquele país, a tentar compreender porque a taxa de câmbio subiu ou desceu. Ao mesmo tempo, estude as taxas de compra e venda da instituição escolhida e tente identificar nos períodos de três meses, seis meses e nove meses quais seriam os melhores dias para comprar e vender a moeda, bem como identificar qual seria o lucro na operação (lembre-se de deduzir o imposto de renda).

Identifique também quais poderiam ser os piores momentos para comprar e vender. Quais foram os riscos associados? Quanto você poderia perder ou ganhar com tais operações?

Por fim, compare com as outras formas de investimentos que temos visto até agora.

[Este artigo faz parte de uma série de artigos que compõe o minicurso Manual do Investidor]

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

12 comments

  1. Jefferson says:

    Me ajudou muito, obrigado!

  2. admin says:

    Olá Jefferson, tudo bem?

    Que bom que nosso artigo ajudou-o, ficamos felizes! Sempre que precisar de alguma ajuda sobre assuntos correlatos ou mesmo que não tenha, não se esqueça de visitar-nos, ok? Estamos aqui sempre à disposição. 😉

  3. Marcelo says:

    É possível após a compra de moeda estrangeira, colocá-la em um fundo de renda fixa, deixando o assim, em todos os momentos, rendendo enquanto esperamos a alta desta pra vende-lá?

  4. Stefano says:

    Bom dia sou corretor de imóveis e estou querendo investir em outras coisas li e gostei muito desta transação gostaria de saber c vc poderia me passar algum contato de instituições confiaveis para me informar melhor

    Muito Obrigado

    Esta materia esta muito boa parabéns…

  5. admin says:

    Olá Stefano, tudo bem?

    Você pode entrar em contato com o banco onde você possui conta bancária, pois muitas vezes eles trabalham com essa parte de câmbio, podendo ajudá-lo a comprar e vender moeda estrangeira.

    Além disso, basta procurar por instituições que lidem com Forex Trading (que é o melhor nome para descrever esse tipo de investimento). Agora, claro, antes de começar a investir, fique bem atento às taxas de corretagem, operação, administração, etc.

  6. roberto trindade da fonseca says:

    boa tarde gostaria de obter uma informação;foi me oferecido um investimento em moeda estrangeira chamado comodion,no qual o dinheiro investido ex:12.000,00 cada mês me daria um retorno de 1.600,00,sendo feito um contrato de 3 meses aonde no final desses 3 meses eu poderia resgatar o meu dinheiro todo ou continuar no investimento. obs: tenho alguns amigos q estão nessa e estão recebendo,é confiavel?

  7. Paulo says:

    e ai gente eu to com uma duvida e preciso saber que moeda é essa: € e quanto vale 6,00€ ,ate mais!

  8. admin says:

    Olá Paulo! Esse símbolo ( € ) é o símbolo do euro, moeda utilizada pela União Europeia. O valor de 1,00 €, como você deve saber, varia todo o tempo da mesma forma que o valor do dólar e de tantas outras moedas. Em média, 1,00 € equivale a R$ 2,20.

  9. Sofia says:

    Ola eu estou querendo abrir uma conta para operar no forex, mais estou tento uma series de duvidas, tenho acompanhado seu blog, e queria saber se as corretoras japonesas permitem que eu opere por elas estando no Brasil e como seria a declaracao dos impostos declararia esse dinheiro como ganho no japao(perg.), e isso eh possivel ou as corretoras americanas dao mais facilidade para se operar do Brasil(perg.). E no casa de eleger se uma corretora e confiavel ou nao, teria que averiguar isso nos sites da CFTC e NFA, voce teria uma lista das melhores corretoras de forex ou poderia me sugerir alguma. Obrigada

  10. Jessica says:

    Que artigo elucidativo! Linguagem simples e texto resumido mas ainda assim completo enquanto apanhado geral sobre o tema.Uma excelente introdução para leigas como eu!

  11. Gustavo says:

    Fraco igual tudo no brasil

  12. admin says:

    Olá Sofia, tudo bem? Esqueci de comentar nesse artigo (mas já comentei em outros) que a CVM não autoriza nenhuma corretora brasileira a atuar com o câmbio e é por isso que não há nenhuma por aqui. Alguns anos atrás vi algumas pessoas investindo por meio de corretoras americanas ou portuguesas, o que me leva a crer que nesses países você terá maior facilidade para justificar seu imposto de renda mais tarde (e sim, você precisará declarar os ganhos obtidos, caso contrário estará cometendo sonegação de impostos). Quanto a indicar uma corretora de forex, infelizmente não tenho preferência pessoal por nenhuma, pois prefiro investir meu dinheiro aonde considero que o uso do mesmo traz benefícios para ambos os lados. Investir em moeda estrangeira parece mais com “apostar em um dos lados da balança” – escrevo sobre o tema, mas por razões pessoais estou investindo em outros campos.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print