Dicas para ganhar uma renda extra sem perder sua sanidade

Olá mais uma vez a todos os amigos do Clube! Todos os dias, inúmeras pessoas correm até seus computadores à procura de uma nova forma de ganhar algum dinheiro. Bem, a maior parte dessas pessoas simplesmente vai até o Google Search ou outro motor de busca e pesquisa sobre como ganhar uma renda extra – e então passam dias e dias a ler inúmeras páginas falando sobre programas de afiliados, internet marketing, blogs, SEO, “kits automáticos”, mais um monte de informações sobre internet marketing, etc. A grande maioria dessas pessoas parará por aí – e talvez você, meu amigo leitor, que está lendo estas linhas agora, seja uma dessas pessoas que somente lerá e nunca fará nada para mudar sua situação. Não fique chateado, infelizmente, é somente assim que as coisas são.

Bem, para aqueles que decidiram dar um passo adiante, as notícias também não são muito animadoras: muitos podem acabar por comprar várias e várias “ferramentas indispensáveis” e descobrir que elas não são tão indispensáveis assim, já outros podem começar um “negócio totalmente automático” e descobrir que automaticamente estão ganhando nada. E há um último grupo, aqueles que estão persistindo por um bom caminho e em breve estarão começando a ganhar algum dinheiro. Se você está nesse grupo, mesmo que você ainda não esteja ganhando nada, já merece congratulações, pois é muito fácil desvirtuar-se e tentar o “caminho fácil”, somente para acabar quebrando a cara. Eu sei, já comprei algumas daquelas ferramentas e não me serviram muito.

Entretanto, você pode acabar percebendo, no fim das contas, que mesmo ganhando algum dinheiro na Internet, o esforço que isso lhe custa não está compensando. O que acontece nessa hora? Começamos a receber inúmeros e-mails “contando segredos totalmente gratuitos” que nos ensinarão a ganhar muito dinheiro. E não levará mais do que uma semana para você se ver todos os dias a ler cada uma daquelas cartas de vendas para somente descobrir que não precisa daquele livro, software ou vídeo-curso (na verdade, se você já é capaz de reconhecer isso e seguir adiante, parabéns, pois eu mesmo ainda comprei uns três ou cinco antes de mudar minha atitude).

Veja bem, antes de mais nada, não quero dizer que tudo o que está sendo vendido na Internet é fraudulento ou inútil, nada disso! O que eu quero é alertar que há boas e más oportunidades e você precisará estar apto a identificar aquelas que são boas daquelas que são más – ou então acabará gastando muito de seu dinheiro e tempo, em vez de focar-se em seu negócio online. E veja que estou generalizando, pois não me importa se você é proprietário de uma loja virtual, se oferece serviços de consultoria e desenvolvimento pela web ou se atua como escritor freelancer – só para citar algumas das muitas oportunidades – o fato é que todo tipo de negócio possui suas próprias necessidades e sempre há boas e más oportunidades para cada um deles!

Bem, acho que já está bastante claro que é possível ganhar dinheiro, mas é preciso estar bem precavido, ou então sua busca por uma renda extra na Internet pode levá-lo à loucura – não é à toa que algumas pessoas acabam muito deprimidas! Sendo assim, aqui vão algumas dicas simples que, creio eu, poderão ajudá-lo em sua jornada…

Dica #1 – Se você quer que isso ganhe como um negócio, trate-o como um!

Vi frase similar em uma apresentação de Darren Rowse, do ProBlogger.net, e sem dúvida é o ponto mais importante! Mesmo que você esteja somente querendo ganhar uma renda extra, mesmo que você não queira dedicar horas e horas por dia a isso, você precisa tratar aquilo que você faz com a maior seriedade possível, caso contrário você nunca chegará lá.

E por tratar como um negócio, você precisa lembrar que:

  • Negócios atendem necessidades de um público-alvo;
  • Negócios requerem investimentos;
  • Negócios precisam de uma boa estratégia de rentabilização;
  • Negócios precisam de uma boa estratégia de marketing.

Na verdade, quanto mais complexo for o negócio, muitas outras coisas surgirão, como gestão de logística e operações, gestão de pessoas, etc. mas eu acredito que esses quatro pontos sintetizam aquilo que muitos de nós, quando começamos nossa busca por uma renda extra online, acabamos por esquecer. Por exemplo, eu mesmo citei lá em cima para ter cuidado com a aquisição de ferramentas inúteis, mas é claro que há ferramentas muito úteis para o seu negócio (seja lá qual for ele) e então você deveria investir nelas!

E também podemos falar sobre estratégias de rentabilização e marketing: muitas vezes não temos realmente uma estratégia criada para isso, tudo o que fazemos é seguir uma “receita de bolo” que aparentemente tem dado certo para outra pessoa, mas é bem provável que ao copiarmos ignoremos ou esquecemos muitos pontos importantes, então é vital que você elabore suas próprias estratégias. Como saber se a sua estratégia é realmente boa? Se há algum “buraco”, isto é, se há algum ponto em que não está bem explicado como se chegará ali ou que não responde a um possível “e se…?”, então ela ainda não está pronta e precisa ser melhorada. Mas não se preocupe, estratégias estão sendo sempre revisadas e ampliadas de qualquer forma, pois o mercado é bastante dinâmico!

Dica #2 – Não adquira produtos ou serviços sem ter certeza de que eles se encaixam em sua estratégia!

Conforme você progredir em seu negócio, aparecerão muitas oportunidades que prometem ganhos ridiculamente altos em estratégias “one push button”, isto é, aperte um botão e pronto, não precisa fazer mais nada! Toda vez que ver uma assim em seu e-mail apague-a imediatamente, pois na melhor hipótese somente desperdiçará umas duas horas lendo a carta de vendas e vendo o vídeo, e na pior hipótese ainda gastará algum dinheiro para então descobrir que aquilo não lhe serve.

Disse anteriormente que você precisará investir, mas primeiro você precisa descobrir o que você realmente precisa e então procurar ferramentas ou serviços que atendam a isso! No meu caso, por exemplo, um grande problema é conseguir visitantes para meus outros websites, principalmente visitantes interessados em seu conteúdo (o chamado “targeted traffic”). Há inúmeras ferramentas na web prometendo conseguir muito tráfego para websites, mas é preciso tomar muito cuidado, pois se você não sabe como isso é feito, poderá acabar por prejudicar ainda mais seu website.

Algo em que você provavelmente precisará investir é na produção de conteúdo, seja para seus websites principais, seja para sua estratégia de marketing. E este é realmente um grande desafio que eu mesmo enfrento, pois se eu quero publicar artigos em dez diretórios ou blogs a fim de divulgar meu website, então eu preciso de dez novos artigos, e na medida em que meus websites vão crescendo vou precisando mais e mais de divulgá-los a fim de conseguir mais visitantes – e se isso só não já fosse suficiente para fazer alguém perder a sanidade, o Google Search sofre mudanças periodicamente que por vezes prejudicam também quem possui websites informativos, que é onde atuo. Isso parece ter ocorrido mais uma vez, pois os rendimentos caíram (é… de novo!).

Então é bom saber dosar a quantidade certa de investimentos em cada coisa para não acabar gastando mais do que deveria. Claro, com o tempo, se você analisar bem seus dados estatísticos e resultados, começará a perceber quais estratégias de marketing e/ou de rentabilização trazem melhor retorno e investirá maior tempo e esforço no caminho certo, não?

Dica #3 – Cuidado com atalhos!

Você ouvirá muitas pessoas falando a respeito de jeitos de conseguir mais tráfego rapidamente via Twitter, Facebook, motores de busca, Pinterest, etc. A verdade é que há várias formas de conseguir e reter novos visitantes, mas o melhor jeito ainda é por meio da interação com eles, conversando, perguntando, etc. E isso toma tempo!

Um grave erro que eu cometo, e não posso negar isso, é o fato deque SEMPRE respondo aos comentários com muito tempo de atraso (tempo de espera na fila atualmente é: 01 ano!) e sempre peço desculpas por isso. É óbvio que se eu conseguisse responder aos comentários em dia, se eu participasse mais das redes sociais em que meus leitores participam e instigasse mais a participação deles, então eu teria melhores resultados. Mas isso dá trabalho – e não há atalhos.

Hoje, estou repensando muitas das estratégias e táticas que tenho adotado nos últimos anos e estou decido a focar em:

  • Menor quantidade/diversidade de websites, maior qualidade de conteúdo;
  • Menos atenção aos motores de busca, mais atenção aos visitantes;
  • Mais conteúdo focado em ajudar leitores a resolver problemas.

Engraçado que isso tudo (ou quase isso) já é comentado há muitos anos, mas até uns três ou quatro anos atrás era exatamente o oposto que era muito mais rentável – e por isso tantos iam pela “contramão”.

Dica #4 – Controle tudo por escrito!

Quer saber o quanto ganhou no último mês? Tenha uma planilha com tais valores! Precisa saber quanto ganhou ao longo do último ano? Basta ter uma planilha com tais valores! Quer saber quanto deve um dado investimento retornar para ser realmente rentável? Mais uma vez, crie uma planilha com tais valores (nesse caso, seria uma planilha projetando o fluxo de caixa).

O segredo está em controlar todos os dados e planilhas eletrônicas são uma ótima forma (claro, é possível adquirir softwares que automatizam muitas tarefas, mas gosto de planilhas porque posso criar uma nova sempre que preciso organizar novos tipos de dados). Por meio de planilhas, pude perceber certas quedas em meus ganhos que não foram superadas, mesmo com maior investimento na produção de conteúdo. Percebi que somente investir mais não estava resolvendo, percebi que precisava realizar um “downsizing” na quantidade e diversidade de blogs e websites.
´
Com isso, devo ter reduzido em mais da metade as despesas com registros de domínio (ponto para mim), acompanho mais facilmente quais blogs precisam de conteúdo novo (uso um blog na plataforma Blogger para isso) e outras coisas mais. Os resultados são tão bons que pretendo reduzir ainda mais a quantidade de domínios que tenho (estou quase obcecado com isso 🙂 ) e gerir a produção de conteúdo em um “nível mais macro” (falo mais sobre isso em outro momento).

Sem um bom controle, você enlouquecerá tentando entender o que está acontecendo, mas tome cuidado com o outro lado da moeda: se você tentar controlar tudo demais e não desgrudar os olhos das estatísticas, poderá estar realizando menos atividades importantes para o seu negócio e, com isso, afetando ainda mais seu retorno financeiro! O segredo aqui, claro, é um bom equilíbrio!

E sendo bem sincero, não é difícil ganhar uma renda extra sem perder a sanidade, mas conforme você buscar retornos maiores, aí sim será um bom desafio! E você, caro leitor, o que faz para conseguir ganhar uma boa renta extra sem vestir cueca por cima das calças e sair voando por aí (espere, o super-homem faz isso!)?

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print