Ensino a Distância

A modalidade de ensino a distância tem se mostrado como uma das grandes ideias de negócios nos últimos anos, com a popularização do uso da Internet para fins educacionais. A revista Pequenas Empresas Grandes Negócios, por exemplo, dá destaque a isso em sua matéria Boas ideias de negócios na área de Educação.

Segundo dados da Abed (Associação Brasileira de Educação à Distância), até janeiro de 2010 eram cerca de 3,5 milhões de alunos, matriculados em mais de 1.700 cursos à distância espalhados por todo o Brasil, um número 33% maior em relação ao ano anterior.

Hoje, há diversos cursos à distância: desde cursos livres ou de extensão a cursos técnico-profissionalizantes, de graduação ou de pós-graduação. Tudo isso, resultado de subsídios para a expansão e acessibilização da educação a todos.

Cursos de capacitação profissional voltados para o turismo, gastronomia e idiomas estão em alta devido à Copa do Mundo em 2014 e Olimpíadas em 2016, cada vez mais próximas, segundo Marta Maia, conselheira da Abed. Entretanto, cursos ligados à TI e segurança também podem trazer bons resultados.

Diversos são os recursos que podem ser empregados no ensino à distância, sendo que os mais empregados atualmente são:

  • Livros e apostilas impressos ou digitais, geralmente no formato PDF;
  • Aulas gravadas em vídeo e disponibilizadas pela web ou em DVD, podendo-se empregar também vídeo conferências para apresentações ao vivo – que poderão ser gravadas em vídeo para posterior disponibilização também;
  • Podcasts, arquivos de áudio contendo explicações ou aulas, acompanhados ou não das transcrições – arquivos em texto contendo o conteúdo do arquivo de áudio;
  • Fóruns de discussão ou outro mecanismo para interação entre alunos, monitores e professores;
  • Aplicações específicas para execução de avaliações online.

Abaixo, dados financeiros publicados pela PEGN e que são do interesse de quem desejar atuar nesta área:

  • Investimento de R$ 70.000,00;
    • Equipamento e instalações – R$ 50.000,00;
      • 8 computadores;
      • Conexão de Internet banda larga;
      • Mesa;
      • Cadeira;
      • Linha telefônica;
    • Capital de Giro – R$ 20.000;
  • Faturamento médio mensal – R$ 6.000,00;
  • Funcionários – 10;
    • 1 dono;
    • 1 recepcionista;
    • 1 atendente;
    • 1 financeiro;
    • 1 coordenador;
    • 5 professores;
  • Prazo de retorno – 36 meses.

Apesar de parecer bastante salgado o investimento, é possível iniciar seu próprio negócio de ensino à distância com recursos financeiros menores – às vezes, até mesmo com menos de R$ 5.000,00 – entretanto, não deveria ser considerado como regra e a redução nos investimentos leva consequentemente a uma redução no faturamento médio mensal!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print