Importância de estudar a viabilidade de um negócio online – teoria

Talvez você já tenha pensado em abrir um negócio online e não soube como estudar sua viabilidade. Ótimo! Se possui a dúvida em saber se é melhor continuar ou fazer modificações, já é um grande passo para que seu futuro empreendimento possa dar certo. E se antes havia dúvidas, este é o início de um novo curso que busca liquidar todas as possíveis dúvidas de quem sabe que precisa estudar a viabilidade de um negócio online, assim como de um negócio físico.

Mas se você faz parte do grupo que até hoje não achava necessário estudar a viabilidade de um negócio online, pois considera que não sendo algo físico é possível “pular esta etapa”, pare agora mesmo o que você estava fazendo e descubra a importância de estudar a viabilidade de um negócio online.

Assim como a análise da viabilidade de qualquer projeto não é nada fácil, pois está sempre lidando com um fator incontrolável, o futuro, saber se um negócio online é viável pode ser ainda mais trabalhoso e deve ser feito com muito mais cautela devido ao fato da Internet estar sempre inovando e seguindo diferentes tendências.

Por este motivo, o ponto crucial de avaliar o seu futuro empreendimento online é saber se ele terá espaço dentro da web mesmo depois que certas idéias e alguns modismos já estiverem ultrapassados. Muitos negócios fracassam por esquecerem-se deste detalhe tão pequeno e grande ao mesmo tempo, achando que as tendências predominam e acreditando nas velhas histórias de contos de fadas onde o negócio viveu feliz para sempre sem que houvesse adaptações periodicamente.

Estudar a viabilidade realmente vale a pena? Só isso basta?

Uma coisa é fato: não adianta também achar que somente o estudo da viabilidade do negócio irá garantir o seu sucesso, mas com certeza a porcentagem de chances de crescimento será muito maior!

O objetivo principal de estudar a viabilidade de um negócio online é saber se ele irá atrair a atenção dos internautas ao mesmo tempo em que irá gerar lucro para você.

Para chegar neste consenso as etapas não são complicadas, mas devem ser avaliadas de forma minuciosa para que os estudos sejam reais. E por falar em real, não esqueça que todos os dados coletados no momento da análise de viabilidade devem ser reais e totalmente seguros. Não se prenda a suposições, fontes desconhecidas ou pouco confiáveis e muito menos omita dados porque a única pessoa que pode se prejudicar com isso é você mesmo: o dono do negócio.

Definindo as oportunidades

Tudo começa com a definição das oportunidades e a avaliação correta delas uma a uma. Quantos artigos não existem na web dizendo coisas do tipo “Grandes idéias de negócios online” ou “Descubra várias formas de ganhar dinheiro na web”, mas será que são realmente verdadeiros e adequados para você? Às vezes pode ter sido viável para alguém, mas isso não significa que será para você também. Fatores temporais, psicológicos, demográficos e tantos outros podem determinar grandes diferenças na eficácia dos mesmos negócios gerenciados por pessoas diferentes. É por esta razão que este estudo de viabilidade tem que ser feito por você.

É você que depois de definir as oportunidades irá decidir se o mercado possui um espaço para o seu negócio, já que a Internet está se renovando diariamente. Nesta parte você terá que estudar a concorrência. E como irá realizar todo o seu marketing digital? Como planejar todos os recursos humanos e operacionais que serão necessários para o seu negócio online? E no final, você estará ganhando dinheiro ou apenas desperdiçando ele e perdendo tempo?

Não se desespere tentando encontrar as respostas dessas perguntas, pois o curso está aqui justamente para tirar essas e outras dúvidas que surgirem. A única coisa que você deve estar ciente neste momento é do quanto é importante estudar a viabilidade de um negócio online.

A razão de muitos acharem que isso é desnecessário é que muitas vezes o investimento de capital inicial não é muito grande se comparado a um empreendimento físico, visto que não há aluguel de espaço e na maioria das vezes precisa-se apenas de um computador com internet. Mas não é bem por ai, embora um negócio online tenha suas vantagens e pareça ser muito fácil, você terá que dedicar muito tempo nele. Imagine descobrir depois de um mês que ele não deu certo? Você perdeu tempo…e tempo é dinheiro. Então que tal ganhar um pouco de tempo lendo o nosso curso de viabilidade de negócios online e refletindo sobre a importância que isso terá para o seu negócio?

Enquanto você reflete, vamos escrevendo mais!

Por Jeniffer Silva

[Este artigo faz parte de uma série que compõe o curso Análise da viabilidade de um negócio online]

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

4 comments

  1. Artur Guitelar says:

    Olá Jeniffer 🙂
    Muito interessante o artigo. Tenho uma dúvida sondando minha mente já a algum tempo… Um portifólio bem construído na internet também pode ser considerado um negócio online, já que vai te atrair clientes e agregar recursos?

    Abs^^

  2. Jeniffer says:

    Olá Artur,

    Muito interessante a sua pergunta e você está no caminho certo para achar a resposta.

    Um Portfólio tem como objetivo principal vender os seus serviços, desta forma, tratando-se de uma venda, pode ser considerado sim um negócio online.

    Veja que na criação de um Portfólio você também deverá analisar suas oportunidades, o mercado, se vale a pena financeiramente e principalmente dar ênfase ao marketing, pois em um Portfólio marketing pessoal é tudo né?

    As ferramentas utilizadas podem ser um pouco diferentes em relação a cada tipo de negócio online, como acontece nos negócios físicos, mas a avaliação da viabilidade é a mesma. Vale a pena você ficar de olho no nosso curso para poder construir seu Portfólio de sucesso.

    No que precisar estamos por aqui para ajudar!

    Abraços,

    Jeniffer 🙂

  3. Artur Guitelar says:

    Muito obrigado pela resposta Jeniffer. Esclareceu-me muito.

    Abs^^

  4. admin says:

    Olá Artur, tudo bem?

    Desculpe-me a demora em aparecer por aqui, mas estive bastante ocupado (como Jeniffer bem sabe 🙂 ) – contratação de uma assistente part-time, amanhã falarei com um rapaz que será meu outro assistente part-time, período de pagamento de hospedagem e alguns domínios, aquisição e teste de novas ferramentas, enfim, uma loucura mesmo!

    Quanto à sua pergunta, o meu ponto de vista é que o portifólio deve ser considerado como parte do negócio, isto é, uma ferramenta que você dispõe para marketing e negociação.

    Não o considero como sendo exatamente o negócio porque, como você pode ver, não há como fazer análise de oportunidades e riscos para a construção de um portifólio, ou mesmo a confecção de todo o plano de negócios focando o desenvolvimento do mesmo.

    Entretanto, se você pretende desenvolver um portifólio apresentando os websites que desenvolveu, por exemplo, podemos dizer que seu negócio é desenvolvimento de websites, podemos elaborar então o plano de negócios para uma empresa de desenvolvimento de websites e teremos o portifólio da mesma como uma ferramenta a ser empregada nos planos de ação e marketing, concorda?

    Bem, estes são meus dois centavos, mas no fim das contas, acredito que não muda muito quanto à importância do mesmo, que convenhamos, é severas grande, independente de ser um negócio ou uma ferramenta do mesmo. 😉

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print