Investimentos financeiros em 2011

A busca pelos melhores investimentos financeiros em 2011 será algo bastante desafiador, uma vez que o mercado a nível mundial ainda está bastante tenso: já tivemos a grande recessão econômica em 2008 e a queda do euro que levou a uma crise na Europa. A Europa e os Estados Unidos não estão completamente restabelecidos de tudo o que aconteceu (li outro dia que a GM, por exemplo, fechou uma outra fábrica!) e temos agora inúmeras catástrofes ocorrendo no Japão!

Isso tudo me preocupa: primeiro e mais importante pela perspectiva humanitária – são pessoas sofrendo com todas essas catástrofes, algo que me entristece muito, mas entendo como sendo consequências de nós, humanos, estarmos preocupados demais com nosso próprio conforto e esquecermos de prestar mais atenção ao nosso planeta. Em segundo lugar, do ponto de vista econômico, todas essas catástrofes possuem forte impacto.

O mercado de ações

Quem acompanha o que está acontecendo (acompanho via tweets), preços das ações despencam e sobem de um jeito que está se tornando um tanto quanto imprevisível determinar se há grandes chances de ganhar ou perder em uma transação.

Claro, isso não é aplicável a todas as ações, mas sim àquelas de empresas que estejam relacionadas com as áreas atingidas!

Informações mais precisas sobre o mercado acionário brasileiro geralmente podem ser obtidas por meio do site Economia & Negócios do Estadão.

Caderneta de poupança

Observando os índices da poupança, pode-se dizer que o rendimento está melhor agora e se a taxa básica de juros mantiver-se no atual patamar ou até mesmo um maior, o rendimento deste ano será melhor que do último ano.

Entretanto, quanto mais a caderneta de poupança apresenta melhores resultados, há uma outra aplicação que também passa a ter melhor ganhos…

Certificado de Depósito Bancário

Se o seu capital atual não é maior que R$ 30.000,00 ou você precisar do mesmo em um período menor que um ano, então é melhor manter seu dinheiro em caderneta de poupança, caso contrário, um CDB pode ser uma boa opção.

Conversando com o gerente de minha conta, o mesmo lembrou-me que aplicações cujo resgate for efetuado com mais de dois anos terão a menor tributação possível dentre os CDBs: 15% de IR, sobre os rendimentos somente, claro.

Títulos públicos

Infelizmente, ainda não tive a oportunidade de investir em títulos públicos, de tal forma que minha experiência é somente proveniente do que leio. Diversos blogs especialistas apontam várias vantagens nos investimentos em títulos públicos e garantem que a liquidez é alta.

Bem, acho que está na hora de atualizar minha biblioteca e comprar mais alguns livros especializados em investimentos financeiros, assim poderei emitir uma opinião mais técnica. 🙂

Mas enfim, se você possui um bom capital e pode aplicá-lo por um período mínimo de um ano, segundo especialistas a aplicação em títulos públicos será mais interessante até mesmo que a aplicação em CDBs.

Fundos de investimento

Estes são bem interessantes: como todos sabem, um fundo de investimento pode efetuar aplicações em diversos papeis e cada fundo define o seu perfil (maior percentual em renda fixa, em renda variável, em tesouro direto, etc.) de forma que fique mais fácil para o investidor escolher aonde aplicar seu capital.

Um mês atrás fui até uma agência bancária e conversei um pouco a respeito. Se você pretende investir em fundos que apliquem principalmente ou exclusivamente em renda fixa esteja certo de que o montante a ser aplicado importará muito, por dois principais motivos:

  • Quanto maior o montante aplicado, melhores serão os rendimentos oferecidos pelos bancos;
  • Quanto maior o montante aplicado, menores serão as taxas de administração.

No Banco do Brasil, por exemplo, de sua lista de fundos de investimento focados em renda fixa, os rendimentos começam a ficar mais interessantes a partir de R$ 90.000,00! Sim, há diversas opções, para R$ 50.000,00, R$ 30.000,00, etc. mas as taxas de administração e os juros oferecidos começavam a ser mais interessantes (para quem deseja aplicar em renda fixa!) a partir desse valor somente.

Apliquei um pouco em fundos de investimento (quanto? Deixa de ser curioso, menino! 😛 ), então, a fim de aprender um pouco sobre eles. Até agora, acredito que estou satisfeito com o seu desempenho (e sim, foquei em um fundo de investimento em renda fixa, não tenho tanto dinheiro assim para estar “arriscando” 😛 ).

E tantas outras opções!

O mundo está realmente cheio de opções para investir, tanto em se tratando de investimentos financeiros, como investimentos no mercado imobiliário, em negócios, etc. Você, meu caro amigo, é quem precisa estudar cada uma dessas oportunidades e, assim, determinar aquelas que lhe parecem melhores!

Para uma introdução ao mundo dos investimentos, nada melhor que o nosso manual do investidor. Em breve estaremos atualizando o mesmo com conhecimentos mais aprofundados, mas enquanto isso não acontece, espero que o mesmo possa ajudá-lo em seus investimentos financeiros em 2011, ok? 😉

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print