Menos impostos, mais pequenos negócios!

Hoje em especial nosso artigo falará sobre os fatores e efeitos dos impostos para a abertura dos pequenos negócios, e explicará sobre quanto menos impostos, para mais pequenos negócios. Como em nosso país a alta carga de tributos, sendo considerada uma das maiores do mundo, esse é o fator que gera empecilhos no momento de colocar as ideias de negócios em prática.

Então é bem importante quando ocorre qualquer diminuição nas taxas de impostos, pois é diretamente relacionadas aos setores de produção, e assim consequentemente às pequenas e micro empresas. Quando ocorre uma redução significativa nas taxas de tributos, fica mais simples obter crédito para empresa, vender os produtos e/ou serviço, ter acesso à tecnologia, gerar renda e empregos, exportar e levar o pequeno negócio de a formalização.

O ideal para a situação da substituição tributária para pequenas e micro empresas é a substituição da mesma em outro sistema, o Simples Nacional, que é uma das atuais propostas. E funciona como uma arrecadação única de impostos para os pequenos e micros negócios, foi criado pela Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, ocasionando menor burocracia e mais oportunidades de produção, movimentando cada vez mais a economia.

O que mudou no cálculo do impostos?

O sistema que já foi sancionado o unifica todos os impostos, sejam eles federais, estaduais e municipais como, ISS, PIS, COFINS, IRPJ, CSLL, IPI e ICMS. Ao invés de várias cartas de recolhimento, transformando-as em uma única guia, com apenas um valor de pagamento e data. Com um único cálculo para quitamento.

E ainda a redução da taxa da carga de tributos, resultando para os pequenos negócios menores impostos, além disso poderá também ter queda de 20% para o sistema Simples Federal, variando de estado para estado em que o empreendimento estiver situado podendo chegar a até 50%. Porém não são todos os tipos de negócios que poderão receber essa diminuição nos impostos, por que cada caso é analisado individualmente.

Com isso ficará cada vez mais fácil abrir um pequeno ou micro negócio, pois o processo de desburocratização não está restrita somente a carga tributária, ela atingiu alguns níveis mais altos. Como por exemplo a abertura do empreendimento, pois exige cada vez menos a papelada de comprovantes e documentos. Unificando também os códigos de identificação como, inscrições estaduais e/ou municipais, CNPJ e outros, utilizando uma numeração com base no CNPJ.

Com isso para o registro também único de abertura do negócio, não precisando fazer outros cadastros, sendo assim as exigências fixadas e disponíveis em somente uma vez. Auxiliando ao pequeno empreendedor sobre como prosseguir para deixar seu negócio na formalidade.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print