O que é melhor para ganhar dinheiro: muitos ou poucos?

Se você já pensou em ganhar dinheiro na internet (e é bem provável que sim) e pesquisou a respeito, talvez tenha encontrado um monte de informações falando sobre nichos, domínios, palavras-chave, conteúdo e SEO. E isso tudo faz parte do universo com que convivo, uma vez que possuo blogs e websites como um negócio.

Entretanto, desde que comecei (em 2007) até agora, muitas coisas mudaram e eu, claro, fui “acompanhando a onda” (infelizmente, algumas vezes atrasado). Se você procurar por algum e-book sobre como ganhar dinheiro na Internet de 2009 ou 2010 é bem provável que você encontre informações sobre micro niche sites, isto é, sites com poucas páginas (alguns com no máximo 05 páginas), geralmente em torno de um nicho pequeno, porém com bom volume de buscas e pouca competição. Eu mesmo criei alguns assim – alguns falharam, outros tiveram um bom sucesso.

Entretanto, nos últimos anos a companhia Google declarou de vez a guerra contra muitos daqueles tipos de sites, pois muitos deles não apresentavam conteúdo relevante para os visitantes e acabavam por “roubar” posições em seu motor de busca, o Google Search. Infelizmente com isso muitos daqueles que criavam bons websites também foram prejudicados – como eu fui 🙁 – mas tenho que concordar que, mesmo com tal prejuízo, por um lado foi bom, pois para algumas palavras-chave os rankings de busca apresentavam quase que somente “resultados forçados” em vez de conteúdo com qualidade real (o que não significa, infelizmente, que os “resultados forçados” não mais apareçam).

Muitos ou poucos?

Os updates do Google Search de meados de 2011 até fins de 2012 fizeram muitos se perguntarem, o que é melhor para ganhar dinheiro: muitos ou poucos websites e nichos? Sim, porque até então, com a “onda dos micro niche sites” e “mini sites” todos estavam a criar vários websites, focando cada qual em algumas poucas palavras-chave. Eu, por exemplo, cheguei a ter em meu planejamento anual a meta de possuir 60 domínios (!) e eu a alcancei, mas pouco depois um dos updates do Google Search “derrubou” alguns de meus websites e me fez questionar se ainda valia a pena tal estratégia.

Após um tempo refletindo e questionando a situação atual, reassumi o timão da minha embarcação e alterei completamente a direção: hoje, estou realizando um pesado downsizing quanto ao número de websites e nichos em que possuo blogs. Só para se ter uma melhor noção, já não tenho mais 60 domínios, estou com 40 a 45 domínios e pretendo atingir o fim deste ano com um máximo de 30 domínios. Essa tarefa não será tão fácil quanto possa parecer por algumas razões:

  • Sempre há a dúvida do que pode acontecer amanhã, mas estou bem certo de que ter poucos “sites de autoridade” em vez de muitos “mini sites” não é somente uma  “modinha” e sim uma tendência real;
  • É preciso avaliar por algum período de tempo quais websites terão melhor projeção financeira com o menor esforço possível, então prefiro “eliminá-los” gradualmente (é o meu Big Brother dos Websites 🙂 );
  • Após tanto tempo dedicado a cada um deles, desenvolvi certo “apego” aos mesmos e não é tão simples assim simplesmente apagar tudo de uma vez.

Minha estratégia para concentrar-me nos campeões

Como disse, não é fácil determinar o jeito certo, mas quando se há um número tão grande de websites assim, fica mais fácil determinar os primeiros a serem eliminados. Um dos meus blogs/websites eliminados foi o concursospublicoshoje.com. A escolha pelo mesmo baseou-se nos seguintes fatos:

  • Mostrou-se um nicho bem difícil de rentabilizar com Google Adsense, pois exige uma frequência de atualização muito maior do que eu poderia dedicar ao mesmo no momento;
  • Esse era meu único website do nicho “concursos públicos” e naquele momento eu priorizei também a redução na diversidade de nichos em que atuava, tal que ficasse mais fácil apresentar conteúdo de real qualidade nos demais;
  • Eu não gosto desse nicho 🙂 . Optei pelo mesmo pois, após uma pesquisa de nicho, percebi que havia aí uma boa oportunidade (na época em que o mesmo foi criado! Hoje já não posso afirmar a mesma coisa sem uma nova pesquisa de nicho), mas o fato de que eu não gosto de tal nicho prejudicou bastante, pois eu sempre “fugia” para escrever conteúdo para websites de outros nichos, dedicando-me o mínimo possível ao mesmo.

Enfim, baseado nesses três fatos, não havia dúvida, era hora de enterrar aquele website.

Cada website / blog que elimino aumenta a minha certeza de que terei mais tempo disponível para cuidar dos “blogs campeões” ou para estar com a minha família. E ainda há um longo caminho pela frente nessa minha fase de consolidação.

Mini sites ou sites de autoridade?

No momento, aposto todas as minhas fichas em sites de autoridade, isto é, com atualização mais frequente, com conteúdo de qualidade e foco nos visitantes. Isso não quer dizer que desprezo o papel do SEO, pelo contrário, a otimização para motores de busca ainda está lá, presente e importante, mas contruir sites pequenos e usar somente técnicas de SEO que “forcem” posições nos motores de busca não é mais uma boa ideia.

Então, se você está começando agora na jornada para ganhar dinheiro online e deparar-se com algum e-book pregando-lhe que crie dezenas de websites em inúmeros nichos, cuidado, essa não é mais uma estratégia interessante e aquele e-book provavelmente está bastante defasado.

Para quem deseja ganhar dinheiro por meio de blogging (sim, ainda é possível, mas é bom esquecer aquelas ideias fantasiosas de milhares de dólares por mês em 30 dias), eu prefiro aconselhar a ter (principalmente no início) dois ou três websites diferentes, cada um em um nicho. Assim você poderá escrever sobre assuntos diferentes, evitando entediar-se. Mais do que isso será bastante arriscado.

E o que está acontecendo com os blogs excluídos?

Bem, cada blog que estou excluindo eu tomo o cuidado de, antes, mover seu conteúdo para outro blog que tenha um nicho relacionado ou que possa suportar artigos sobre diversos nichos ( como é o caso do Giga Mundo 🙂 ). Depois disso, eu desindexo completamente todas as páginas daquele blog no Google Search (via Google Webmasters Tools) e deixo o domínio expirar.

Claro, não estou vendendo tais blogs porque, até agora, os blogs que abandonei estavam a ganhar realmente nada! Provavelmente quando eu atingir o ponto de ter que abrir mão de um blog rentável… Eu vou parar. 🙂 É, pois não pretendo no momento vender blogs, ainda prefiro a estratégia “create and hold websites”, isto é, eu crio (não compro) e mantenho (não vendo) meus websites. Essa é uma estratégia com um bom retorno a longo prazo.

Claro, há pessoas ganhando muito bem vendendo websites, o pessoal do Adsense Flippers, por exemplo, faturou cerca de USD 200.000,00 em 2012! Com certeza muito, muito mais do que eu faturei em 2012, em contrapartida acredito que eles tiveram despesas muito mais altas que as minhas (é uma questão de escala) e precisaram focar em seu negócio muito mais do que eu poderia focar no momento. Sendo assim, vou manter a minha estratégia também em 2013.

E para você, amigo leitor, qual a sua estratégia para ganhar dinheiro em 2013: muitos ou poucos websites? Muitos ou poucos nichos? Participe, comente!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print