Papo Reto: Economia se recuperando, mas você não pode brincar com seu dinheiro

No “Papo Reto” de hoje, dei uma olhada no que blogs e portais da área de finanças, economia e emprego publicaram recentemente e as notícias parecem animadoras no médio e longo prazo, entretanto não dá para “brincar com seu dinheiro”, pois se não fizer seu dever de casa e cuidar dele como um importante ativo na construção da prosperidade para a sua família, pode ter certeza que ele sairá “voando” pela sua janela – seja por meio de compra de bens desnecessários, mal uso de crédito ou investimento mal planejado para sua empresa.

Bem, aqui vai então um resumo do que está rolando para que você se mantenha informado e acerte em suas decisões financeiras…

Como organizar suas finanças sem ter um salário fixo

Publicado em: Me Poupe!

Tenho que elogiar, este artigo da Me Poupe! ficou bem legal e aborda os principais pontos a ser considerado quando você é um trabalhador autônomo e, portanto, sua renda mensal é bastante variável. Assim, os cinco pontos a se considerar são:

  1. Corte os custos fixos – a autora sugere a redução de diversas despesas fixas, isto é, gastos que ocorrem todo mês. Alguns deles: aluguel, água, energia elétrica, internet, telefone fixo, telefone móvel, academia, TV a cabo, Netflix etc. Quem me conhece sabe que quanto a isso eu assumo uma postura bem mais radical (This is Sparta!) e se aquele gasto não é essencial, simplesmente elimino-o por completo, e se for essencial, reduzo ao máximo. Sim, isso significa cortar despesas até mesmo com academia, assinatura de TV e outros. Ué, não sabe se exercitar sem ir a uma academia, my friend?
  2. Reduza gastos com cartão de crédito – ela recomenda o uso muito bem gerenciado do cartão, inclusive planejando o período certo para comprar itens no menor preço possível. Concordo e vou além: pense duas vezes se realmente precisa comprar aquela roupa nova (ué, qual o problema de eu ainda usar aquela mesma camisa há 6 anos se ela ainda cabe em mim? E estou falando sério);
  3. Controle e planejamento mês a mês – isso é o alicerce para a vida de qualquer um. Não somente a pessoa que não possui um salário fixo, mas todos, todos precisam disso. Aliás, eu diria que todos os passos aqui são essenciais para quem quer manter-se na linha quanto às suas finanças;
  4. Tenha uma boa reserva financeira – mais uma vez, é essencial, e vou complementar somente dizendo que o tipo de aplicação a que destinará o dinheiro da reserva depende de quanto tempo acredita que ficará lá. Talvez aplicar tais recursos em opções como CDB, LCI ou LCA. Como se trata de um valor que você pode ter que movimentar a qualquer momento, pelo menos o valor referente a três meses de despesa não aplicaria em Tesouro Direto, mas depois disso, vai fundo nele também!
  5. Busque formas de ganhar dinheiro “sem trabalhar” – gostei bastante das dicas que ela apresentou nesta seção e que me lembraram um pouco as dicas de Billy Imperial em seu livro 40 Hábitos Financeiros Para Uma Vida Melhor. Aliás, se desejar conhecer outras ideias para cortar gastos ou criar fontes de renda alternativa, esse livro apresenta dicas legais.

Resumo da ópera: um artigo interessante para o trabalhador autônomo e também para quem apresenta uma renda mensal bastante apertada.

Notícias dos boletins DinheiramaNews

Publicadas em: Boletins #178, #179 e #180.

Dentre as diversas notícias sobre o cenário político e econômico brasileiro apresentado, acredito que as mais relevantes para o público em geral e mais especificamente o pequeno e médio investidor são:

  1. Cresce a dívida pública – de 2013 a 2017, a dívida pública crescem mais de 20% do PIB, saltando de 50,8% para 71,4%. Dívida pública crescendo é um sinal de alerta a todos nós, pois já sabemos para quem o governo empurra as contas por meio de impostos, não é mesmo?
  2. BNDES aumenta volume de empréstimos a empresas de pequeno porte – graças a ajustes nas regras, o valor dos empréstimos nos cinco primeiros meses foi 200% maior em relação ao mesmo período de 2016 e espera-se que cresça ainda mais. Isso significa que você, empreendedor, pode conseguir finalmente aquele capital necessário para ampliar seu negócio, mas leve em consideração que ainda estamos em um período de crise/recessão/apocalipse financeiro e, portanto, deve usar cada centavo de um potencial empréstimo sabiamente, afinal não é “dinheiro dado”.
  3. Conta de luz mais cara em julho – e lá vamos nós de novo pagar mais caro! Eu só queria saber quando foi que pagamos mais barato! Ainda estou esperando aquela redução na conta prometida ainda durante o governo de Dilma Rousseff! O jeito é desligar as luzes e acender o candeeiro!
  4. Reforma trabalhista será votada na próxima semana – juntamente com a reforma da reforma da previdência, este é um dos pontos negociados neste governo que, no longo prazo, apresentará um impacto enorme na vida do trabalhador brasileiro. Já comentei aqui que, em minha opinião, quem mais sofrerá as consequências dela é o trabalhador assalariado, que muitas vezes apresenta maior rotatividade em empregos, possui maior dificuldade e inexperiência para investir pensando em seu futuro e ficará a mercê das “novas leis trabalhistas” e da “aposentadoria após a morte”.
  5. Taxa Selic cai, juros para crédito pessoal sobem – esperava-se que, com a queda da Selic (está agora em 10,25%) os juros para crédito também cairiam, entretanto devido à alta inadimplência, os bancos procederam no caminho contrário e aumentaram as taxas. Um cenário ruim para quem toma dinheiro emprestado bem como para quem investe, que com a queda da taxa Selic vê diversas opções atreladas a ela direta ou indiretamente (CDB DI, por exemplo) caírem também. Conselho para quem investe: fique esperto e use sua planilha para ver se as suas opções de investimento continuarão as mais lucrativas, já que a previsão é de encerrarmos o ano com a Selic em 8,75%. Conselho para quem precisa de empréstimo: é melhor “cortar na carne” e eliminar muitas despesas para precisar de menos crédito do que piorar ainda mais com essa bola de neve!
  6. Petrobras reduz preço do gás de cozinha – toda vez que vejo notícia de redução de preço do gás de cozinha ou da gasolina (tivemos uma recentemente) eu fico rindo, pois nunca vejo tal redução chegar ao consumidor final. Em outras palavras, é uma redução de lucro da Petrobras que não se converte em redução de despesa para nós, então alguém aí no meio de campo estará lucrando bastante com isso e não sou eu.
  7. Produção industrial sobe 0,8% e tem melhor maio em 6 anos – e agora uma notícia bem legal: a indústria brasileira está demonstrando sinais de retomada de crescimento, o que pode levar à geração de empregos novamente, mas o cenário político atual que atingiu diretamente até mesmo o presidente Michel Temer pode prejudicar a confiança de investidores e levar a um retrocesso.

Inflação cai, produção de petróleo e balança comercial sobem

Publicadas em Portal Brasil: Mercado projeta inflação menor, Produção de petróleo e gás cresce em maio, Projeção para balança comercial aumenta para US$ 60 bi.

As notícias dos últimos dias publicadas pelo Portal Brasil quanto à nossa economia estão bastante animadoras. De forma resumida, apontam que não somente já estamos tendo redução nos preços repassados ao consumidor (onde?) e previsão de inflação menor para 2017 e 2018.

Quanto à inflação, realmente ela está mais estagnada. Acho que esse é um termo melhor do que controlada, pois o que está acontecendo é que as pessoas não estão conseguindo comprar – veja a taxa de desemprego, número de fábricas que fecharam, empresas que decretaram falência etc. Então, não houve um controle, ela estagnou: não cresce mais porque “não há espaço” e isso não é muito bom, pois sem o seu devido controle ela voltará a crescer logo, logo.

Outras duas notícias, agora mais animadoras para quem investe, é que a produção de petróleo e gás cresceu no mês de maio (4,02%) e que o crescimento nos preços internacionais (em outras palavras, dólar subindo) e da quantidade de exportações fizeram com que a previsão para a balança comercial saltasse de US$ 55 bilhões para US$ 60 bilhões. Será que isso potencializará a recuperação financeira da Petrobrás?

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *