Pequenos negócios e redes sociais

Se você tem seu próprio pequeno negócio, provavelmente já sabe duas coisas: a publicidade nos meios de comunicação tradicionais (revistas impressas, jornais, TV, rádio, etc.) são bastante caros e ultimamente estão perdendo força para um novo tipo de comunicação, muito mais descentralizado e focado no usuário: as redes sociais.

E é nesse panorama que devemos ter atenção redobrada: pequenos negócios e redes sociais são uma combinação interessante, mas são necessários certos cuidados a fim de evitar desentendimentos ou esforços desperdiçados.

Enquanto que em mídias como a TV ou o rádio foco é apresentar o seu produto a uma grande massa de telespectadores (e rezar para que um bom número deles comprem seu produto), na Internet (principalmente nas redes sociais) o foco passa a ser atender as diversas necessidades que o seu público-alvo possa ter, bem como as suas dúvidas.

Supondo que você tenha uma concessionária, estar presente na mídia social e alardear o tempo todo as qualidades do seu carro pode não ser uma estratégia interessante – pode ser melhor responder dúvidas dos usuários sobre como melhor conversar um carro, como escolher um que se adeque ao seu perfil, como melhor financiar o mesmo, a hora certa de trocar de carro, etc. Sanando suas dúvidas, você estará criando uma imagem muito mais forte e positiva, com uma melhor reputação – e na Internet, hoje, reputação é uma palavra com grande peso!

Há diversas redes sociais sendo Twitter, Orkut, Facebook e Google Plus as mais visadas por quem possui um pequeno negócio. Isto porque essas redes apresentam um grande número de usuários ativos, sendo portanto interessante aplicar seus esforços em criar um bom relacionamento nelas. Sim, você leu bem: criar um bom relacionamento. Esta é mais uma “lei” para o sucesso nas redes sociais. Não basta somente estar presente, é necessário cultivar um bom relacionamento com todos que interagem com você, sua marca e/ou seu produto.

Há ferramentas que podem ajudá-lo a automatizar parte dessa tarefa, mas tome cuidado: quanto mais automatizado, menos “humano” será o processo, o que poderá prejudicar a sua imagem. Usuários gostam de interagir com outros usuários, não com “robôs”.

Se você já possui uma marca, o seu próximo passo é começar a protegê-la nas redes sociais. As marcas de sua empresa e de seus produtos/serviços devem ser protegidas, começando por registrar cada uma delas com sendo sua nos devidos websites. Caso alguém já a esteja utilizando, você pode tentar negociar com aquela pessoa para que ela lhe transfira a mesma. Outra coisa importante a ser feita é estar sempre monitorando o que outros usuários comentam nas redes sociais sobre seus produtos e empresa.

Com estes passos, quem possui um pequeno negócio já pode começar a dar seus primeiros passos nas redes sociais, um campo tão vasto e importante para o sucesso atualmente.

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print