Previdência privada

Olá, caros leitores! Vocês já devem ter ouvido falar de previdência privada, porém podem não saber ao pé da letra a sua definição. Mas devem ao menos associa-lá  como um investimento, ou uma forma de poupança ou seguro para os seus tempos de fim de carreira profissional.

Bem, você não está errado, porém a previdência privada vai um pouco mais além. Ela é uma aposentadoria que não tem vínculo algum com o INSS (Instituto Nacional de Seguro Social), ou seja, é um recurso de acúmulo de capital desvinculado do governo com finalidade de garantir uma renda para futura utilização, geralmente usada no período em que o trabalhador queira aposentar-se.

É considerada também como uma forma de “poupança extra”, muitas pessoas optam por esse sistema, por causa do serviço de previdência do governo que a cada vez vem gradativamente diminuindo. A previdência privada é fiscalizada por um orgão do governo federal a Susep (Superintendência de Seguros Privados).

No nosso país existem dois tipos de previdência privada ou previdência complementar como é também conhecida. Esses dois planos são conhecidos com a aberta e a fechada.

  • Plano de previdência fechada – consiste em um sistema direcionado a associações e empresas, e o grupo de associados ou os funcionários, colaboram para a construção de um fundo que é gerenciado por uma associação sem finalidade de rendimento, que são fiscalizados pelo Previc (Superintendência de Previdência Privada) e regularizadas pela Secretária de Previdência Complementar.A vantagem é que pode deduzir uma faixa de doze porcento da renda bruta no imposto de renda, anualmente. Resume-se em o trabalhador contribuir com um valor mensal e a empresa coopera com as outras partes, esse valor geralmente é dividido igualmente.
  • Plano de previdência aberta – é o plano em que qualquer pessoa pode fazer, é oferecida por bancos e seguradoras, que também são fiscalizadas pela Susep. Mas essas empresas ou instituições que oferecem o serviço de previdência aberta não são sem fins lucrativos.A vantagem do plano de previdência aberta é a sua facilidade de sacar os depósitos, ou seja, sua liquidez. Estima-se que existem 5 milhões de participantes deste plano de previdência.

Resumindo e fugindo um pouco dos conceitos, previdência privada ou previdência complementar, é uma maneira de poupar o seu dinheiro para a construção de um futuro seguro em relação as finanças pessoais, o que resulta em uma vida com situações bem agradáveis. O que não aconteceria se estivesse com uma situação financeira negativa.

Mas se eu tenho um plano de previdência privada, eu tenho direito a previdência social? Sim. Se você teve em boa parte da sua vida uma atividade profissional ativa, você como qualquer outro cidadão brasileiro tem direito a previdência social, mas lembre-se que o sistema de aposentadoria atual pelo INSS, muitas vezes pode não oferecer-lhe as melhores condições para as suas necessidades. Então que tal garantir um futuro melhor e promissor apartir de agora. 😉

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print