Relato sobre empréstimo fraudulento

Um dos nossos amigos aqui no Clube do Dinheiro, Artur Guitelar, está enfrentando um problema sério, devido a uma falso empréstimo. Ele pediu-me para publicar um artigo seu comentando o ocorrido e, tanto por ele já ser leitor participativo como por ser este um assundo relevante ao blog e do interesse de todos, decidi por publicar o mesmo. O texto segue abaixo:

Olá a todos.

Meu nome é Artur Guitelar.

Acredito que o que relatarei aqui muitas pessoas já passaram ou correm o risco de passar por isto.

Começando do princípio.

Em meados de Junho tive o prazer de ter uma oportunidade de comprar um apartamento. Não tinha dinheiro na época mas agarrei assim mesmo a oportunidade confiando que conseguiria o dinheiro futuramente para pagar o valor parcelado. No primeiro ano o valor seria um pouco alto, pois teria de quitar R$ 11.000,00 até o final de 2010, mas as parcelas restantes seriam bem mais tranqüilas, seriam decrescentes.

Moro de aluguel desde os 18 anos (tenho 28 hoje). Como possuo renda de R$ 1.500,00 mensais + variável de alguns freelances, e minha noiva estava trabalhando na época, resolvemos ter nosso próprio imóvel. Ainda está na planta, com entrega para 2012.

Já tínhamos algumas dívidas. Passados alguns meses senti a necessidade de adquirir um empréstimo com meu banco para adiantar algumas parcelas do apartamento e ficar mais tranqüilo. Consegui um bom crédito de R$ 6.000,00, com parcelas mensais de R$ 530,00. Sendo então R$ 9.000,00 o que faltava para o apartamento, com o empréstimo feito faltavam apenas R$ 3.000,00.

Tudo daria certo se eu conseguisse algum job à parte para cobrir a renda. E deu certo. Consegui o job. Mas no fim do projeto o cliente não conseguiu obter lucro e, achando que a culpa fosse minha, se sentiu no direito de não me pagar. Estou desde outubro brigando com ele por isso. E pra ajudar a situação minha noiva havia perdido o emprego.

Vendo que a dívida se aproximava e o cartão de crédito se acumulava minha saída foi recorrer a outro empréstimo, de forma que conseguisse quitar as dívidas e ficar com débito em apenas um lugar. Eu não tinha mais crédito liberado no banco, então eis que surgiu a idéia de procurar uma agência.

Procurei várias na Internet, sempre indo atrás dos melhores financiamentos e pesquisando se as empresas tinham alguma crítica ruim na internet. Encontrei algumas que tinham críticas, até tinha ligado para um “agente” quando descobri uma dessas.

Foi quando encontrei a Créditos Personalite (http://www.creditospersonalite.com.br/). Pareceu-me um bom site. Liguei e tive um ótimo atendimento, parecia realmente uma agência. Informaram-me tudo. Até chegar a hora do bendito seguro-fiança.

Até então eu já havia procurado na Internet sobre esta empresa e não havia achado nada negativo. O fato do telefone do SAC deles não funcionar não havia me incomodado já que a atendente Valéria havia me dito que estava fora de ar por motivos de reforma da empresa.

O empréstimo que eu iria fazer era de R$ 20.000,00 em 60 x 377,00. Era uma ótima oportunidade de pagar baixas parcelas (mesmo que por um longo tempo), pagar todas as dívidas (inclusive o empréstimo do banco), fazer os cursos que preciso para alavancar-me profissionalmente e ainda guardar um dinheiro para o natal e ano-novo.

Pediram pra enviar cópias de documentos para este email: atendimento@creditospersonalite.com.br.

Tudo “aprovado”, Valéria me pediu um depósito de RS 1.000,00 pra o seguro-fiança deles. Deveria ser depositado na conta de uma Dra. Fabiana Pinheiro Alves. Eis o comprovante:

Cometi o bendito erro de fazer o pagamento no caixa. Tenho este mal costume pois sempre achei o valor do doc muito caro.

Logo após o pagamento tentei encontrar a tal Valéria e dessa vez quem me atendeu foi um homem intitulado Joaquim, que dizia ser supervisor dela. Daí em diante a negociação foi com ele.

Disse-me que o dinheiro estaria na conta até as 15:00hs do mesmo dia. Quando veio o horário fui conferir e o dinheiro não estava.

Só consegui ligar no outro dia. Após enrolar um pouco (dizia estar conferindo o que aconteceu), Joaquim me disse que meu crédito tinha sido aprovado por eles, mas por causa de impostos o Banco Central estava pedindo mais R$ 1800,00! Disse-me que isto só havia acontecido na minha conta e que me depositariam o empréstimo com este valor ressarcido, caso eu pagasse. Nesta hora meu mundo caiu.

Eu já estava desconfiado que ia ser enrolado. Foi um jogo de risco: se desse certo teria R$20.000,00 na minha conta, se desse errado seriam –R$1.000,00. Na hora que me vi em desespero as coisas ficaram um tanto turvas então achei um bom negócio.

Disse a ele que não tinha o dinheiro então ele me pediu para ligar depois das 15:00hs para fazer o cancelamento. Daí em diante o telefone quase nunca atendia e caiu muitas vezes. Depois de quatro dias de insistência uma moça me atendeu e me assegurou que o cancelamento estava feito e meus R$1.000,00 estaria na minha conta até dia 05/01. Caso algo desse errado era pra ligar de volta com o número do protocolo.

Já devem adivinhar o que aconteceu não é mesmo? O dinheiro não caiu, volto a ligar mas ninguém atende e por aí vai…
Agora que termino de escrever este artigo deverei reservar um tempo do trabalho para ir à delegacia mais próxima fazer um boletim de ocorrência contra esses caras.

Resultado do saldo?

–R$ 1.000,00 na minha conta, parcelas do apartamento atrasadas com perigo de perder o apartamento e fim de ano sem muitos recursos.

Muitos vão dizer que fui idiota e eu assumo: fui mesmo. Fui ingênuo, fui burro. Mas mesmo assim espero que este relato ajude pessoas que estão buscando este tipo de empréstimo. NÃO VALE A PENA. Os riscos são muitos, eles prometem tudo, te atendem bem e depois levam embora seu dinheiro.

Gostaria de agradecer ao Christiano por ter disponibilizado este espaço e pedir às pessoas que lerem para divulgar isso. Não me importo de ser taxado de ingênuo, desde que isso ajude outras pessoas e atrapalhe o plano dessas tais “agências”.

Abraço a todos e muito obrigado.

Artur Guitelar.

Minhas considerações

Artur, essa realmente é uma enrascada pesada, mas eles não estão completamente ilesos nisso tudo não: é possível chegar até os safados e forçá-los a devolver o dinheiro, mas dependerá muito da ação da polícia, já que você não possui meios de chegar até eles sozinho.

Você já deveria ter desconfiado quando viu o total a ser pago: 60 x R$ 377,00 são R$ 22.620,00 somente! Um empréstimo de cinco anos cujos juros são de, no total, somente pouco mais de 10% do montante? Pare para pensar: a própria poupança em seu estado mais catastrófico (ou seja, rendendo somente 6% a.a.) rende cerca de 33,8% após os mesmos cinco anos, ou seja, se você pegasse todo esse montante, pusesse em uma caderneta de poupança e usasse esse mesmo dinheiro para pagar a dívida, ao final você teria ficado ainda com cerca de R$ 4.144,00! Estranho pois, como sempre comentamos, juros de dívidas praticamente sempre superam juros de investimentos em renda fixa.

Artur, hoje em dia, há departamentos policiais especializados em estelionato virtual. Procure informar-se sobre isso na delagacia quando for e passe o máximo de informações que puder sobre o website, a “empresa” e as transações realizadas. Quanto mais informações, melhor será para chegar até eles

Fico feliz que não tenha caído na lábia deles e pagado outros R$ 1.800,00 – você estaria agora lamentando um dano financeiro ainda maior! Quanto ao seu apartamento, esta é uma situação realmente delicada, pois imagino a “sinuca de bico” em que se encontra: com o dinheiro ainda mais curto e sem previsão de entrada de novo capital para cobrir isso.

O único conselho que posso oferecer é: tenha calma e analise TUDO, inclusive o contrato do apartamento. Ainda é possível rescindir o mesmo e receber TODO o capital aplicado até agora? Se sim, essa pode ser a melhor solução a ser adotada, pois em nada adianta a promessa do apartamento próprio em 2012, se as dívidas já estiverem acumulando desde 2010!

O que você precisa é eliminar as dívidas da forma mais rápida possível, ou elas se tornarão um problema muito maior. Sei que é chato (para alguns, para mim é ótimo 🙂 ) ter que pagar aluguel, mas adiar o sonho um pouco pode ajudá-lo a não entrar numa fria ainda maior.

Lembra-se do tripé “ganhar mais – gastar menos – investir melhor”? Pelo que percebo, na situação atual é um bocado complicado o “ganhar mais” ser suficiente, então o “gastar menos” pode ajudá-lo a equilibrar tudo isso. Converse com a corretora sobre as possíveis soluções, tenho certeza de que encontrará um meio.

E acima de tudo, erga a cabeça e não se preocupe: erros todos nós cometemos. Eu vivo a cometer os meus! O que precisamos é aprender com eles para que, em outra situação, possamos enxergar com mais antecedência a possibilidade de tornar a repeti-lo e, assim, evitá-lo.

Um abraço, força e sucesso na resolução do seu problema, Artur!

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

2 comments

  1. Artur Guitelar says:

    Obrigado por seus sábios conselhos Chris.
    Quanto a situação do apartamento, após explicar a história consegui que eles parcelassem a dívida pendente em 4x para aliviar um pouco. E para equilibrar as dívidas pendentes o supervisor da minha conta no banco conseguiu me fornecer um empréstimo de + RS 1500,00.
    Como minha renda (salário) terá um reajuste mês que vem vai dar pra pagar tudo direito.

    E, como eu disse no email, tentei fazer boletim hoje mas havia um flagrante e eles só atenderiam depois das 18:00hs. Neste caso tentarei de novo amanhã.

    Mas eu imagino como fica a situação de pessoas que tentam a mesma solução e não conseguem se reerguer desta enrascada.

    Abs e continuarei acompanhando com certeza.

    Aprendendo todo dia, um dia após o outro.

  2. admin says:

    Certo, Artur! Espero que isso tudo passe logo e que tão breve quanto for possível não passe de somente um pesadelo efêmero.

    Mas uma coisa é certa, quão mais dura é a lição, mais duradouro é o aprendizado – saiba lidar com isso e com certeza outros problemas que poderiam assustá-lo não significarão mais nada!

    Um abraço e continuemos com nossas discussões. 😉

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print