Sites de compras coletivas – planejando seus gastos

As lojas virtuais estão a todo vapor na atualidade atual.

Cada vez mais, grandes e pequenas lojas físicas aderem à modalidade virtual, criando novos portais de vendas, que estão fazendo o maior sucesso, além de possíveis lojas apenas virtuais, que existem apenas na Internet, sem um estabelecimento físico para o atendimento comercial.

Seguramente, o comércio virtual tem a cada dia que passa conquistado novos clientes e entusiastas, que no conforto da própria casa escolhem os melhores produtos a custos, muitas vezes, muito menor do que aos existentes nas lojas locais.

E este sucesso do comércio eletrônico é plenamente justificado pois, além de apresentar os produtos em lançamento a todo universo on line, ao mesmo tempo desfruta de excelentes preços, logística e credibilidade na entrega e concessão de garantia, tão ou mais eficientes do que as lojas físicas e sem qualquer tipo de burocracia.

Mas como na Internet tudo é em ritmo acelerado, o que fora novidade logo fica superado. Temos agora uma nova revolução no mundo comercial virtual: os sites de compras coletivas.

Esta nova forma de comprar ainda é vista sob olhares suspeitos e incrédulos sobre o que realmente é capaz de proporcionar, pois anúncios on line invadem o mundo virtual com promoções absurdamente inacreditáveis, com descontos enormes e provoca ao consumidor compulsivo uma ansiedade incontrolável na ânsia de comprar.

Entenda o funcionamento dos sites de compras coletivas

O principal objetivo dos sites de compras coletivas é conseguir um grande desconto sobre um produto ou serviço disponibilizado por uma outra empresa.

Então o site de compras coletivas e a suposta empresa contratada firmam um contrato estabelecendo que a campanha publicitária do site deva atingir um determinado número de clientes.

Se por acaso, a campanha publicitária atingir este patamar convencionado entre as partes, então sim, a campanha é ativada e os interessados clientes recebem um “cupom virtual” onde podem procurar a empresa prestadora do serviço ou vendedora do produto e pleitear o desconto anunciado.

Portanto, à primeira vista, tais inovações são de extrema valia para os propensos compradores, que podem comprar os produtos desejados a custos muito mais baixos do que os desenvolvidos normalmente, no dia a dia.

Riscos possíveis provocados pelos sites de compras coletivas

A principal “vítima” desta nova modalidade comercial, são os chamados “consumidores compulsivos”, ou seja, aqueles que são acometidos de uma ansiedade extremada no momento em que vêem um anúncio considerado imperdível e enquanto não o compram, não estão satisfeitos.

A principal crítica a este compradores em potencial, prende-se ao fato de que muitas vezes compram produtos de que não precisam, que não tem a mínima utilidade para o mundo em que vivem. Eles compram apenas por comprar, sem que tenham qualquer necessidade do produto.

Portanto, é possível tirar proveito, sim, das campanhas que oferecem grandes descontos, no entanto, devemos ser coerentes e racionais e apenas comprarmos algo que precisemos, descartando aqueles possíveis descontos enormes, porém de produtos ou serviços inúteis para a nossa realidade atual.

Ou seja, não é porque o preço esteja realmente bom que se necessita comprar alguma coisa de que nunca irá se utilizar. Neste caso, por mais que tenha pagado barato, acabou sendo caro, pois gastou dinheiro em algo imprestável, inútil para você.

O consumidor necessita ser consciente do que realmente necessita em sua casa ou em seu local de trabalho e aparecendo promoções relacionados a tais carências, aí sim, aproveitar e comprá-las, pois desta forma, todas as partes envolvidas estarão ganhando: o comprador, o site de compras coletivas e o comércio que participa da campanha.

Por outro lado, se você compra um produto que nunca usará, que comprou apenas porque achou que estava barato, nesta relação, por sua vez, você é a única das partes que perdeu, gastando dinheiro do orçamento doméstico para comprar algo supérfluo.

Portanto, saiba exatamente o que necessita, para após aparecer um grande desconto no item desejado, comprar com a consciência tranquila e rejeite a todas as “promoções imperdíveis e irresistíveis” daqueles produtos, que não necessita.

Tais esclarecimentos parecem obsoletos, desnecessários, porém se tornam necessários e prioritários como dicas básicas sobre finanças pessoais e que podem ajudar a manter em equilíbrio o orçamento doméstico.

Resumindo: compre apenas o que realmente precise.

Nota de Christiano: Sites de compra coletiva oferecem principalmente serviços, alguns tipos de produtos perecíveis ou digitais.  Tal estratégia é importante pois são meios de conquistar boas margens de lucros junto aos consumidores compulsivos. Desta forma, a melhor forma para você, amigo leitor, saber se está fazendo uma boa escolha ao entrar em uma compra coletiva é ter certeza de que você realmente já havia identificado aquilo como uma necessidade muito antes de tal oferta ser lançada! Por exemplo, minha esposa e eu planejávamos adquirir um determinado tipo de serviço há alguns meses e esperamos para ver se encontrávamos algum em um site de compra coletiva por um bom preço. Após um mês uma oferta compatível com nosso interesse foi lançada e a um preço realmente bom, então compramos! Perceba que já tínhamos o interesse muito antes do lançamento da oferta, de forma que pudemos analisar se realmente era importante para nós ou não! Agindo desta forma, você pode tirar o máximo de proveito dos sites de compras coletivas!

Por Denilson Garcia dos Santos

[Este artigo faz parte de uma série de artigos que compõe o curso Finanças Pessoais]

Share and Enjoy

  • Facebook
  • Twitter
  • Delicious
  • LinkedIn
  • StumbleUpon
  • Add to favorites
  • Email
  • RSS

Quer receber nossos artigos em seu e-mail e "de quebra" baixar nossos e-books "Manual do Investidor" e "Como Ficar Rico - dicas, dúvidas e comentários"?

E-mail:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Email
Print